Estado não garante pagamento dos servidores do Judiciário e do MP

Governo não tem como assegurar que os salários serão depositados até o fim do mês

Por O Dia

Rio - O governo do estado não tem como garantir que o pagamento de janeiro dos servidores do Judiciário e do Ministério Público será feito até o fim do mês. “A data para todo o funcionalismo é o sétimo útil dia de cada mês”, disse Pezão à coluna.

Em dezembro, os salários do TJ e do MP foram pagos graças a uma operação que, como o Informe adiantou na página do DIA na internet, envolveu a liberação de recursos de depósitos judiciais. Não há perspectiva de que o recurso possa voltar a ser utilizado. 

Saída negociada

O governador afirmou que está conversando com representantes do TJ e do MP em busca de uma saída. O Judiciário e o Ministério Público conseguiram liminares que determinam o pagamento dos salários no fim de cada mês.

Data fixa 1

O deputado estadual Chiquinho da Mangueira, presidente da Verde e Rosa, vai apresentar projeto que transfere o Carnaval para o último fim de semana de fevereiro.

Data fixa 2

Chiquinho quer evitar a repetição de 2016, quando o Carnaval cairá no início de fevereiro. Isto compromete a arrecadação das agremiações, já que reduz os ensaios nas quadras. A data da festa é determinada pelo início da Quaresma, na Quarta-Feira de Cinzas. A transferência do Carnaval para o fim do mês é uma antiga reivindicação do setor do turismo.

Contra Picciani

O deputado federal Osmar Terra (PMDB-RS), que faz oposição a Dilma Rousseff, articulou encontro hoje, em Brasília, com colegas de bancada que são contra a reeleição de Leonardo Picciani (RJ) para a liderança do partido na Câmara.

Campanha virtual

Candidato à reeleição, Rodrigo Neves (PT), prefeito de Niterói, usou o Twitter para detonar um provável adversário, Felipe Peixoto (PDT), ex-secretário estadual de Saúde.

Últimas de Rio De Janeiro