Desaparecidos, moradores da Pedreira podem ter sido mortos no Chapadão

Vítimas de tentativa de assalto, jovens teriam sido capturados, torturados, mortos e queimados por criminosos de facção rival

Por O Dia

Rio - Cristian Machado Costa, 20 anos, e Mateus Rossler, de 17 anos, estão desaparecidos desde domingo. Há informações de que eles teriam sido capturados, torturados, mortos e queimados por criminosos do Complexo do Chapadão, rivais do conjunto de favelas da Pedreira, onde os garotos moram. Os traficantes teriam jogado as cinzas no morro do Gogó, ao lado do Chapadão.

Segundo uma prima de Mateus, eles foram pegos na Pavuna quando saíam de um churrasco e teriam sido vítimas de assalto. Cristian estava no carro do pai e o veículo foi encontrado queimado na Avenida Brasil. Há informações de que eles foram vistos na comunidade com os criminosos e que Cristian até tentou fugir.

Cristian Machado Costa%2C 20 anosReprodução / Facebook

"Meu filho não tinha nenhum envolvimento com o tráfico. Trabalhava no Ceasa fazendo entregas nas escolas da região. A comunidade está muito abalada e sem entender o que aconteceu. Não sei por que fizeram isso com ele. Não tenho mais esperanças de achá-lo vivo. Agora, é só orar e pedir a Deus forças para cuidar dos meus outros filhos", lamentou a cuidadora Luziana Machado da Silva da Costa, de 41 anos, mãe de Cristian que tem mais quatro filhos.

A prima de Mateus, que se identificou como Marcia, contou que ele e Cristian são amigos desde pequenos. "Eles moram perto, são vizinhos e amigos há muitos anos. Os dois não tinha nada a ver com o crime. Estamos sem entender ainda o que aconteceu. Estamos todos muito abalados", disse ela.

O caso está sendo investigado pela Polícia Civil.

Últimas de Rio De Janeiro