Um Pouco de História: Sebastião de Arruda Negreiros

Morreu em 21 de março de 1965 antes de completar 81 anos

Por O Dia

Contando com apresença de Getúlio Vargas em 1931 para o lançamento da pedra fundamental do Hospital de Iguassú, Sebastião de Arruda dava início à construção do hospital com recursos municipais e o apoio da sociedade em um grande mutirão.

Arruda Negreiros eraprofessor por formação e dedicou, como Prefeito, grande parte do seu tempo a reforma de escolas e construção de novas unidades de ensino. Tinha uma grande empatia pelas crianças. Quando uma professora aparecia para trabalhar como regente de turma ou como diretora de uma unidade escolar, ele próprio e individualmente aplicava os exames, às que não logravam êxito, ele dizia: “professora vai estudar mais, depois volte para comigo prestar exame”.

Arruda teve o privilégio de comemorar em seu governo o “Centenário de Criação do Municí-pio de Iguassú”. Como Professor, sabedor da importância de seu tempo e o espaço que ocupava no cenário político, enriqueceu a arte iconográfica, mandando fotografar todos os distritos nos seus mais diversos ângulos. Deixou para a posteridade o maior acervo fotográfico de nossa história, a chamada “Coleção Arruda Negreiros”.

São imagens do povo e seus costumes, das estradas, das escolas, das praças, das ruas, dos prédios, das panorâmicas, das reservas ecológicas observadas ao fundo das fotos  e da própria solenidade que marcou aquele centenário, comemorado em 15 de janeiro de 1933. Lançou também uma importante obra intitulada “Polyanthéa” descritiva e com seleção fotográfica do que acontecia em todo o extenso município Iguaçuano.

Para perpetuidade, deixou a “Memória da Fundação de Iguaçu” obra contratada do Historiador Niteroiense José Mattoso Maia Forte. Neste mesmo ano e data foi inaugurado o Monumento ao Centenário, na atual Praça da Liberdade, uma escultura do artista plástico Benevenuto Berna.

Na década de 1940 o extenso território já não era o mesmo, dos 51 mil habitantes em 1930, contava com uma população estimada em 300 mil habitantes- dessa população uma minoria conhecia otrabalho de Arruda, já que 90% era moriundos de regiões do nordeste, de Minas, Espírito Santo e do próprio Esta-do e do exterior. Diante das reivindicações, os distritos de Caxias, São João de Meriti e Nilópolis emancipam-se.

Em 1945 concorreu ao segundo mandato de Prefeito efoi eleito em 1946 pelo PTB/UDN, assumindo em outubro de 1947. Ao sair da Prefeitura em 1950, no ano seguinte foi eleito Deputado Estadual. Em 1958 ele voltou para o terceiro mandado para Prefeito, governando entre 1959/1962, no mandato ele inaugurou o Colégio Monteiro Lobato. Morreu em 21 de março de 1965 antes de completar 81 anos de idade.

Últimas de _legado_O Dia na Baixada