Vítimas de enchentes na Região Serrana ganham casas

Presidenta Dilma Rousseff, ao lado do governador Luiz Fernando Pezão, entregou 300 imóveis em Nova Friburgo

Por O Dia

Rio - A presidenta Dilma Rousseff visitou nesta terça-feira a cidade de Nova Friburgo, na região serrana do Rio, onde entregou, 300 apartamentos do programa Minha Casa Minha Vida. Muitos beneficiados são famílias que viveram a tragédia das enchentes de janeiro de 2011. Na ocasião, mais de 900 pessoas morreram e centenas ficaram desalojadas.

Dilma e Pezão entregam chaves de apartamento%3A 'Nossa proposta é reconstruir as vidas das pessoas'Agência Brasil

Ao discursar, a presidenta contou que esteve no mesmo local há quatro anos, logo após a tragédia. “Assisti a cenas de grande solidariedade. Pessoas que tinham perdido seus familiares, imersas em extrema dor, cenas comoventes”, recordou Dilma. “A nossa proposta era reconstruir as vidas das pessoas atingidas, melhorando a situação, garantindo acesso à casa própria”, completou a presidenta. Ela estava acompanhada do governador do Rio Luiz Fernando Pezão, de prefeitos e de ministros.

Para o superintendente regional da Caixa Econômica, Denis Mendes de Melo Matias, os beneficiários com as casas em Nova Friburgo terão de volta muito do que perderam com a tragédia de 2011. “Essa é mais uma prova do papel importante do Minha Casa Minha Vida para a população, especialmente aquelas que perderam a sua residência em uma cheia, em uma enchente”, analisa Matias. “É muito bom ver o benefício chegar a quem efetivamente precisa”.

A presidenta afirmou ainda que, em seu governo, não cortará recursos do Bolsa Família. “Nós continuaremos a garantir recursos para as famílias que menos têm no nosso país”, prometeu Dilma.

As famílias que receberam casas e que foram vitimadas pela tragédia de 2011 não vão precisar pagar a prestação da casa, mas deverão permanecer pelo período estabelecido no programa, de 10 anos, para que tenham a sua titularidade do imóvel.

Os imóveis entregues têm entre 43m² e 55m², possuem dois quartos, sala, cozinha, banheiro e área de serviço, além de piso cerâmico em todos os ambientes, rede de água e esgoto, drenagem e energia elétrica. Os apartamentos de 55m² são adaptados para pessoas com deficiência.

Centenas de moradores de outras cidades do Rio receberam imóveis do Minha Casa Minha Vida na terça-feira. Em Duque de Caxias, foram 215 casas. Em São Gonçalo, a população recebeu 280 apartamentos.

Últimas de _legado_O Dia no Estado