Festival Sesc de Inverno apresenta série de eventos inspirados na Tropicália

A programação segue até o dia 6 de agosto

Por O Dia

Rio - O Festival Sesc de Inverno 2017 oferece todo tipo de atrações culturais, neste fim de semana, em Petrópolis, Teresópolis e Nova Friburgo, na Região Serrana do Rio. Em sua 16ª edição, o evento homenageia os 50 anos do movimento tropicalista, com o tema ‘Tropikaos — A arte da criação’. As atrações contemplam manifestações artísticas como cinema, teatro, literatura, música, artes visuais, circo e performance. A programação segue até o dia 6 de agosto.

‘Contra o vento’ conta histórias do Solar da Fossa%2C pensão em que morou Caetano Veloso e Gal Costa Divulgação

Hoje e amanhã, um dos destaques do festival é o musical ‘Contra o vento — Um musicaos’, do grupo teatral Complexo Duplo. O espetáculo é baseado no diário fictício de uma ex-moradora do Solar da Fossa, antiga pensão em Botafogo que ficou famosa no início dos anos 1960 por ter abrigado boa parte dos artistas que fundaram o movimento tropicalista, como Caetano Veloso e Gal Costa.

Em cena, os atores executam uma trilha sonora composta exclusivamente para a peça teatral. ‘Contra o vento — Um musicaos’ será encenada hoje, no Sesc Quitandinha (Petrópolis), às 18h. E amanhã, no Sesc Teresópolis, às 19h.

‘Symbiosis’, de Roberta Carvalho, é uma intervenção urbana em que a artista projeta vídeos e fotografias sobre a vegetação do entorno das unidades do Sesc em Petrópolis (hoje, às 19h) e Friburgo (amanhã, às 19h).

Nas três cidades, o público já pode conferir a exposição ‘Tropicália’, que, a partir de recursos tecnológicos, como projeções e áudios imersivos, propõe ao espectador uma viagem interativa e multidisciplinar entre várias linguagens tropicalistas. A mostra ainda é composta por capas de discos, cartazes, documentários, livros, textos teatrais, peças publicitárias, artigos de moda e programas de televisão.

Outra boa opção para entender os fundamentos do tropicalismo é participar da oficina teórica ‘Tropicália 50 anos’, com Caê Rodrigues. No evento, o carnavalesco aborda antecedentes do movimento, como o concretismo, o neoconcretismo, a bossa nova e os festivais da canção. E as suas influências, com destaque para o conceito de antropofagia, cunhado pelo escritor Oswald de Andrade. Hoje, às 10h30 e 14h, em Friburgo. 

A instalação ‘Symbiosis’ terá projeções audiovisuais sobre a vegetação Divulgação

Mais atrações hoje e amanhã

Com inspiração na obra de Hélio Oiticica, a artista plástica Andréa Falcão convida os participantes a criar seus próprios parangolés e instalações penetráveis. Hoje, no Sesc Quitandinha, às 10h30 e 14h.

Amanhã, no teatro do Sesc Teresópolis, será exibido o documentário ‘Fabricando Tom Zé’, às 18h. Com direção de Décio Matos, retrata a vida e a obra de Tom Zé.

No Sesc Petrópolis, a instalação ‘Waly — Uma câmara de ecos’, de Omar Salomão, Suzane Queiroz e Daniel Castanheira é feita de sarrafos de madeira e autofalantes que emitem poemas de Waly Salomão.

Últimas de _legado_Projeto Transformação