Violência policial é uma das principais violações aos direitos humanos

Relatório da Anistia Internacional, divulgado nesta terça-feira, cita ainda remoções forçadas e grupos de milicianos

Por O Dia

Rio - Relatório global apresentado pela Anistia Internacional voltou a chamar a atenção do mundo para as violações aos Direitos Humanos praticadas no Rio de Janeiro, cidade-sede da Olimpíada. Remoções forçadas, violência policial e grupos de milicianos são as principais transgressões aos Direitos Humanos segundo relatório, lançado simultaneamente, nesta terça-feira, em 160 países.

O documento reúne um compilado de denúncias de 53 países a respeito do tema. “No Brasil, de uma forma geral, observamos homicídios cometidos pela polícia, tortura e maus-tratos a pessoas presas, força excessiva da polícia. Também houve desrespeito aos direitos das mulheres, indígenas e da comunidade LGBT”, afirmou Átila Roque, diretor da Anistia Internacional no País.

No caso do Rio, o relatório conta as remoções na Vila Autódromo, comunidade ao lado do Parque Olímpico, na Zona Oeste. “Desde que a cidade foi escolhida em 2009 para sediar os Jogos Olímpicos de 2016, milhares de pessoas foram removidas de suas casas para dar lugar às obras de infraestrutura para o evento. Muitas famílias não receberam a devida notificação, nem indenizações suficientes ou reassentamento adequado”, diz o trecho.

Últimas de Rio De Janeiro