Comissão vai discutir sobre impactos ambientais na Baía de Sepetiba

Na sessão, parlamentares da Alerj debaterão sobre morte dos botos-cinza e a poluição provocada por empresas na região

Por O Dia

Rio - A Comissão de Defesa do Meio Ambiente da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) discutirá na próxima quinta-feira os impactos ambientais causados na Baía de Sepetiba, principalmente a morte dos botos-cinza. Na sessão, os parlamentares debaterão ainda sobre pesca predatória e a poluição provocada por empresas instaladas na região.

"Essas empresas ocuparam grandes áreas, despejam esgoto e metais pesados na baía e restringem demais o espaço para pesca. Os mais de 300 pescadores artesanais são os principais prejudicados, ao lado da fauna local. Antes os botos conviviam bem com as redes, que não são proibidas. Mas agora, com a redução do espaço, as redes ficam em locais de circulação dos botos e das tartarugas, que sofrem até mais”, explicou o presidente da comissão, o deputado Thiago Pampolha.

Comissão da Alerj discutirá impactos ambientais na Baía de SepetibaDaniel Castelo Branco / Agência O Dia


Últimas de Rio De Janeiro