Reclamar adianta: A via crúcis

A opção de cancelar o serviço quase nunca está no site das empresas e aí o cliente é obrigado a efetuar ligações demoradas para call centers

Por O Dia

Rio - No Brasil, você pode pedir seu desligamento de um plano a qualquer momento. O problema são os ‘pacotes de fidelidade’, nos quais os consumidores ficam atrelados (por contrato) a um serviço e recebe em troca o pagamento de uma mensalidade menor. O que a maioria desconhece é que, com raras exceções, nada impede a saída de um cliente. Muitas empresas abusam. Perdem-se horas ao tentar cancelar um serviço de internet, telefonia celular, TV por assinatura. A opção de cancelar o serviço quase nunca está no site das empresas e aí o cliente é obrigado a efetuar ligações demoradas para call centers onde, em muitos casos, é empurrado para vários setores que tentam negociar reduções, mesmo quando você só quer sair. Para cancelar, dê preferência a usar e-mails (imprima as telas). Se houver dificuldade, junte a documentação e entre em contato conosco, no ‘Reclamar Adianta’.

Bruno Bessa%2C advogado especialista em defesa do consumidor%3A 'Limitar a internet fixa é manter o consumidor em desvantagem excessiva'Divulgação

Sem internet

Sou cliente da Oi e estou há 20 dias sem sinal de internet. Já entrei em contato com a empresa dezenas de vezes, mas o problema não foi resolvido. Maria R. L. Ferreir – Caxias

A Oi informou que está normalizando o serviço. Foi solicitada abertura de portabilidade, pois o equipamento que encontra-se instalado com o cliente está em comodato. Aguardando a conclusão da portabilidade. Assessoria da Oi

Entrega de faturas

São constantes os atrasos na entrega de minhas contas telefônicas pela Oi. Acho que é de propósito, para que os usuários paguem com multa e juros! Com raras exceções as contas chegam a tempo hábil para pagamento.  Dézio, Centro – Mesquita

A Oi informou que o endereço está cadastrado corretamente e que as faturas são enviadas 15 dias antes do vencimento pelos Correios. Assessoria da Oi 

Seguro de acidentes?

Estive na loja Riachuelo no final de novembro do ano passado e uma vendedora insistiu tanto para que eu fizesse um cartão da loja que acabei fazendo. Fui informada de que não haveria nenhum tipo de cobrança, inclusive o cartão seria isento de anuidade. Agora estou sendo surpreendida por uma cobraça no valor de R$ 9,89 e nem o cartão recebi! Eurides Santana - Catumbi, Rio de Janeiro

A Loja Riachuelo esclarece que já entrou em contato com a leitora e suspendeu a cobrança referente ao Seguro de Acidentes Pessoais Individual, inclusive os valores retroativos, conforme solicitação que foi feita pela cliente. Assessoria de imprensa da Riachuelo

Cobrança indevida

Fiz a portabilidade do meu plano de saúde e estou sendo cobrada por um período que não usei. Meu nome está no SPC. O meu CPF está bloqueado por cobrança injusta. Rosângela Lima - Campo Grande

A Qualycorp entrou em contato com a leitora e solucionou. A Qualycorp, na condição de administradora de benefícios, informa que não há pendências financeiras no nome da beneficiária. Assessoria da Qualycorp

Carlos Eduardo Carvalho%2C advogadoDivulgação

Dúvidas frequentes

Por Carlos Eduardo, advogado

Você sabia que quando o consumidor compra um imóvel na planta, paga taxa de evolução da obra no período de construção? Segundo o advogado Carlos Eduardo Carvalho a taxa nada mais é do que os juros cobrados pelos bancos das construtoras para realizar o empreendimento. “De fato, a jurisprudência do STJ tem admitido o repasse destes encargos ao comprador, de forma a manter o equilíbrio financeiro do contrato, o que só pode ser feito até o prazo final para a entrega do imóvel, considerando-se para tanto o prazo de tolerância previsto nestes contratos. Sob este mesmo prisma, pode o comprador, em tese, ingressar com uma Ação de Revisão e/ou Rescisão Contratual argumentando a sua oneração excessiva mediante o repasse destes encargos sem a devida e completa informação quando o contrato foi firmado, comprovando a desvantagem e o desequilíbrio contratual que o consumidor passou a enfrentar na relação contratual com o aumento exagerado desta taxa, o que teria tornado inviável a continuidade contratual ou o adimplemento das obrigações previstas.”

Últimas de Rio De Janeiro