Barra em Dia: Descontos para pacotes nas Paralimpíadas

Ministério do Turismo vai incentivar grandes descontos para viajantes nos jogos paralímpicos

Por O Dia

Rio - Antes de deixar o Ministério do Turismo o ministro Henrique Eduardo Alves recebeu um pedido de socorro da hotelaria carioca com relação a baixa ocupação hoteleira para os Jogos Paralímpicos 2016. O desinteresse de turistas é enorme. Ele abraçou a ideia imediatamente e no mesmo dia levou a sugestão a Secretaria de Comunicação Social da Presidência, Dias depois o ministro Henrique saiu, deixou o pleito encaminhado e nada foi feito pelos seus dois substitutos, o interino Alberto Alves e ex-ministro Alessandro Teixeira.

Como Secretário Executivo que virou Ministro por quase um mês, Alberto Alves teve uma grande chance de criar uma onda positiva em torno do seu nome, depois de ter sido chamuscado várias vezes ao ser citado como personagem da operação Zelotes. Mas nada fez.

O Ministro Henrique Eduardo Alves abraçou o projeto que deseja atrair milhares de visitantes ao Rio para o Jogos Paralimpicos com super descontosBarra em Dia

Se tivesse apoiado a campanha para promover as paralimpiadas teria feito historia, já que a hotelaria carioca, especialmente a da Barra junto com as empresas aéreas prometem dar grandes descontos para atrair os visitantes. Teria sido um sucesso de marketing e purificado a sua desgastada imagem.

Já Teixeira focou na campanha da Tocha e não pautou a competição na qual o Brasil é potencia mundial. Também perdeu a chance de fazer história e gerar uma super agenda positiva, compensando os problemas de imagem que enfrentou com o vazamento de fotos da visita da sua esposa ao seu gabinete no dia da sua posse.

Quem deve estar rindo é o de novo Ministro Henrique Eduardo Alves, por omissão dos seus antecessores ele recebe a chance de fazer um gol de placa e mobilizar o Brasil para virem ao Rio nos Jogos Paralímpicos, ou seja, ele deu o ponte-pé inicial, a bola rolou, ele saiu do jogo, foi novamente e agora ficou sozinho na frente do Gol! Quem não vai querer vir ao Rio, depois da super exposição de mídia dos jogos Olímpicos, vivenciar ainda o clima de competição e receber super descontos de até 50%?

Não se pode nem falar em falta de verba do MTUR, o valor que a hotelaria esta pleteando para a campanha do Ministério é exatamente o mesmo que a Embratur acaba de investir no Rock In Rio em Lisboa, 2,5 milhões de reais.

Façam seu jogo

Com o retorno do Ministro Henrique Eduardo Alves ao Ministério do Turismo cresce a chance da aprovação da regulamentação do Jogo no Brasil, principalmente as instalações dos Cassinos. A medida tem impacto direto na saúde da base hoteleira instalada na região, que poderá ter na instalação de um grande complexo de jogo, que inclua cassino, casa de espetáculos e centro de eventos a solução para o crescimento turístico. Reservas as licenças somente para estâncias e o interior esquecendo um centro internacional como a Barra é um erro que Alves não deverá cometer. O que tem atrapalhado o projeto lei é misturar todos os tipos de jogos de azar, ou seja, incluir bingos e jogo no bicho que foram “intrujados” na proposta legislativa na ultima hora. Cria-se um terreno pantanoso, principalmente com a experiência do Rio nestas duas modalidades.

Ele merece!

A decisão do vereador e ex-prefeito César Maia de entrar com projeto lei batizando a estação Alvorada com o nome do cantor Cauby Peixoto merece aplausos. Ele foi rápido, certeiro e coloca Cauby ao lado da Cidade das Artes, grande obra da gestão de Maia que só agora começa a ser reconhecida depois de evaporada as questiúnculas politicas. Deve ser a primeira de várias homenagens, entre elas eternizar o nosso “professor” com uma estatua que retrate o visual da ultima década da sua vida!

Canibalismo eleitoral

A Barra corre o risco de ficar sem um vereador 100% do bairro. Os que concorrem a reeleição estão enfrentando dificuldades financeiras para custear as campanhas. Vai ser uma disputa com poucos recursos e muita sola de sapato. Entre os novatos com chance está o ex-subprefeito do bairro Alex Costa que até conta com apoio de lideres comunitária. O problema é nas classes ABC. Todos concorrem na mesma faixa gerando uma pulverização de votos. Neste segmento o líder é o vereador Carlos Caiado.

Frustação

O adiamento da operação do metrô para os moradores da Barra tem causado um sentimento enorme de frustração. A notícia da operação nas olimpíadas somente para que tiver ingressos e estiver envolvido com os jogos é um soco no estômago da população. O trajeto será sem escalas e para poucos. Quem tem sofrido com as obras terá de dar uma nova cota de sacrifício e esperar para depois dos jogos a conclusão real das obras. É humilhante ver estrangeiros utilizarem um equipamento nosso que será liberado só para privilegiados. Uma pisada de bola feia do Governo do Estado.

Beltrame

Vivendo um festival de más noticias o Secretário José Mariano Beltrame terá um momento de rara alegria hoje na Barra. Receberá uma homenagem de todas as entidades da região, capitaneada pela Associação Hoteleira, pelo trabalho que vem realizando no Rio nos últimos anos. Uma demonstração de carinho como esta em um momento tão delicado para segurança publica, pela total falência de recursos do Governo do Estado tem um valor ainda mais especial. O evento ocorrerá no Windsor Barra, hoje, as 9 da manhã.

Turistas terão anjos da guarda

O projeto SOS TURISTA que deverá ser implantado para as Olímpiadas durante as Olímpiadas e Paralímpiadas terá três postos de atendimento na Barra. Trata-se da reedição de uma ação vitoriosa do Governo do Estado durante a copa e que ganha uma nova edição com o apoio do Governo Federal, através do Ministério do Turismo. Ele será executado pela Universidade Federal Fluminense- UFF, que já treina os policias do BPTUR com o apoio do Governo do Estado através da Setur e Secretaria de Segurança e da Secretaria de Turismo da Prefeitura e Riotur. O SOS Turista é um programa de atendimento aos turistas estrangeiros em situação de stress, que inclui varias equipes de plantonistas atuando em conjunto com a Delegacia de Atendimento ao Turista e Batalhão de Policiamento Turístico, além dos NAT-Nucleo de Atendimento ao Turista, em várias delegacias. O programa foi aprovado na última reunião do Conselho Nacional de Turismo e será a ação mais visível do Ministério do Turismo nas Olimpíadas, já que envolve a área de segurança publica.

Claudio.magnavita@odia.com.br

Últimas de Rio De Janeiro