PM desocupa a Secretaria de Educação e estudantes reclamam da ação

Houve tumulto, uso de gás de pimenta e dois jovens ficaram desacordados

Por O Dia

Rio - Policiais do Batalhão de Choque (BPChq) retiraram à força o grupo de estudantes que permanecia em protesto no interior da sede da Secretaria Estadual de Educação, no Santo Cristo, na Zona Portuária do Rio. A ação ocorreu por volta das 4h30 deste sábado. Houve uma grande confusão e pelo menos dois estudantes ficaram desacordados. No tumulto, os policiais usaram spray de pimenta para controlar os jovens. Os jovens classificaram a ação como truculenta.

Saiba mais: Alunos da rede estadual ocupam prédio da Secretaria de Educação

De acordo com o batalhão, os policiais estavam no local "para manter a integridade física dos ocupantes e evitar depredações no prédio". Segundo o comandante do Batalhão de Choque, a ação para a retirada dos alunos que ocuparam Secretaria de Educação começou por volta das 4h da madrugada deste sábado e terminou cerca de meia hora depois.

Ainda segundo o comandante, houve diálogo entre o BPChoque e os estudantes, que inicialmente concordaram com a saída. Em seguida, segundo a PM, os ocupantes retrocederam do acordo. Por fim, o batalhão explica que foram esgotados todos os mecanismos de negociação e por isso foi necessário o uso progressivo da forca (com utilização de spray de pimenta) para a desocupação. A PM não respondeu ao ser questionada sobre quem teria dado a ordem para desocupação do local. 

Alunos foram retirados à força pela PMFacebook / Ocupa Mendes

Nesta sexta-feira, o secretário de Educação Wagner Victer se reuniu durante aproximadamente três horas com 30 jovens que ocupavam o prédio. Foi fechado um acordo no qual os estudantes poderão participar das negociações de mudanças e melhorias propostas pela secretaria.

Últimas de Rio De Janeiro