Procuradoria descobre que doações para moradores são vendidas na web

Vítimas de enchentes receberam móveis e eletrodomésticos doados pela prefeitura de Maricá

Por O Dia

Rio - Moradores de Itaipuaçu, em Maricá, que perderam seus pertences nas chuvas que atingiram a cidade no dia 29 de fevereiro, receberam móveis e eletrodomésticos doados pela prefeitura na ocasião. Pouco menos de quatro meses depois, no entanto, a Procuradoria Geral do município descobriu que os itens de doação, como geladeiras, fogões e sofás, estão sendo vendidos por meio de uma página no Facebook. A prefeitura classifica a venda dos kits tão próximo de seu recebimento como "declaração de má fé".

Em uma página de compra e venda de produtos no Facebook, moradores do conjunto habitacional Carlos Mariguella, do Programa ‘Minha Casa, Minha Vida’, em Itaipuaçu, vendem os kits doados, que incluíam geladeira, fogão, sofá, cama box, beliche e colchões. De acordo com a prefeitura, os beneficiados assinaram termo de responsabilidade no ato do recebimento das doações e os responsáveis pela venda estão sendo chamados pela Procuradoria Geral para esclarecimentos e poderão responder civil e criminalmente na Justiça pelo ato.

Na denúncia feita pelo Lei Seca Maricá, a venda acontece em uma página chamada " Desapega Maricá", os preços são bem variados. Um geladeira e uma beliche chegam a ser vendidos pelo valor de R$ 1.150.00. Além de ofertas por fogões e geladeira pelo preço de R$950,00. No grupo é possível ver imagens dos itens vendidos, e alguns deles ainda estão em suas embalagens originais.

Reportagem da estagiária Daniele Bacelar

Últimas de Rio De Janeiro