Lula apoia candidatura de Jandira à prefeitura do Rio

PT e o PCdoB decidiram lançar a deputada comunista à sucessão do prefeito Eduardo Paes

Por O Dia

Rio - O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva desembarcou nesta segunda-feira no Rio para apoiar a pré-candidatura de deputada Jandira Feghali (PC do B) à sucessão de Eduardo Paes.Ao lado de artistas e cantores, como Beth Carvalho, Lula participou da festa na Fundição Progresso, na Lapa, na noite desta segunda.

O PT e o PCdoB retiraram o apoio à pré-candidatura do ex-secretário Pedro Paulo Carvalho (PMDB), depois que ele votou a favor do impeachment da presidente afastada Dilma Rousseff. Os dois partidos decidiram, então, lançar Jandira para disputar a Prefeitura do Rio.

Além da deputada, outros oito candidatos já se posicionaram para concorrer nas eleições de 2 de outubro. Assim como Jandira, dois deles são identificados com alas progressistas: o deputado estadual Marcelo Freixo (Psol) e o deputado federal Alessandro Molon (Rede). Apesar das afinidades ideológicas, eles descartam a possibilidade de formar chapa única para o primeiro turno eleitoral.

Lula%2C Beth Carvalho e Jandira Feghali no lançamento da pré-candidatura da deputada%2C na Fundição ProgressoJoão Laet / Agência O Dia

Freixo é uma das apostas da esquerda para conquistar a prefeitura carioca. Em 2012, ele obteve 13% dos votos válidos, na eleição vencida em primeiro turno por Eduardo Paes. Deputado federal do PT do Rio mais votado em 2014, Molon deixou a legenda no ano passado, após 18 anos. Ele não tinha apoio petista para disputar a prefeitura, porque o partido estava fechado com o PMDB.

A decisão de Romário de disputar a eleição do Rio embaralhou o cenário político da cidade. Um dos mais afetados é Marcelo Crivella (PRB), que esperava contar com o apoio do ex-jogador. Bispo licenciado da Igreja Universal, o senador do PRB negociou, no início deste ano, sua ida para o PSB de Romário na tentativa de ampliar sua votação para além dos setores evangélicos. A mudança de legenda, no entanto, não se concretizou. Crivella já disputou a Prefeitura do Rio duas vezes, em 2004 e 2008, e chegou ao segundo turno contra o governador Pezão, em 2014.

Também são candidatos o ex-secretário Carlos Osorio, nesta terça-feira no PSDB; o deputado estadual Flávio Bolsonaro (PSC); e deputado federal Índio da Costa (PSD).

?Romário se diz experiente

O senador Romário (PSB) também lançou nesta segunda-feira sua pré-candidatura à Prefeitura do Rio. Senador mais votado das últimas três décadas no Estado do Rio, com 4,6 milhões de votos, o ex-jogador minimizou a falta de experiência, alegada por adversários, para assumir cargo do Poder Executivo.

“Quando me candidatei ao Senado, falaram em falta de experiência. Hoje a gente vê o quadro político e vê que os mais experientes estão indo parar em cana. Posso afirmar que esse tipo de experiência não quero ter e não vou ter”, afirmou Romário, debaixo de aplausos de correligionários que lotaram o auditório do PSB, no Rio.

Segundo ele, a disputa pela prefeitura será uma “luta muito difícil”. “Muita coisa negativa virá à tona sobre minha conduta, mas posso afirmar que não tenho rabo preso com ninguém. Sei que será uma luta muito difícil, mas na minha vida nada nunca foi fácil.”

Últimas de Rio De Janeiro