Estado vai construir hospital para detentos no Complexo de Gericinó

Unidade começará a ser montada na próxima segunda-feira. Secretaria ainda não deu detalhes sobre o valor da obra

Por O Dia

Rio - Um hospital de campanha será construído dentro do Complexo Penitenciário de Gericinó, em Bangu, na Zona Oeste, a partir da próxima segunda-feira. De acordo com a Secretaria de Estado de Segurança, o local receberá os detentos, para que eles não precisem mais ser levados para as unidades de saúde. A decisão foi tomada após homens armados invadirem o Hospital Municipal Souza Aguiar, no Centro, no último domingo, para resgatar o traficante Fat Family.

A secretaria informou ainda que o secretário de segurança, José Mariano Beltrame, e o secretário de Estado de Saúde, Luiz Antônio de Souza Teixeira Júnior, vão ao local nesta sexta-feira para visitar as instalações e verificar onde será possível montar a unidade. No entanto, o órgão ainda não deu detalhes sobre como será feita a construção, qual é o valor da obra e nem se receberá recursos do governo federal.

Presos que comemoraram resgate são retirados

Quinze presos que estavam custodiados no Complexo Penitenciário de Gericinó foram transferidos para presídios federais fora do Estado do Rio de Janeiro, na manhã desta quarta-feira, em cumprimento a uma determinação do juiz titular da Vara de Execuções Penais, Eduardo Oberg, expedida nesta nesta terça-feira, conforme O DIA noticou com exclusividade.

LEIA MAIS

Presos que comemoraram resgate de traficante são retirados do Rio

Atendimento médico a traficante Fat Family pode ajudar na sua localização

?Presos fizeram festa dentro de Bangu após resgate de Fat Family

Tio do traficante Nicolas Labre Pereira de Jesus, o Fat Family, Edson Pereira Firmino de Jesus, o Zaca, é um dos presos que foram transferidos. De acordo com o magistrado, de dentro do presídio, ele ordenou o resgate do sobrinho.

Festa na prisão 

A cúpula da facção criminosa Comando Vermelho fez festa dentro de Complexo Penitenciário de Bangu, na Zona Oeste, assim que foi informada pelo aplicativo Whatsapp do resgate do Fat Family, na madrugada do último dia 19, de dentro do Hospital Municipal Souza Aguiar.

Na manhã desta quarta-feira, a Polícia Militar realiza, pelo terceiro dia consecutivo, buscas por Fat Family e pelos criminosos que participaram do seu resgate. Policiais de 22 batalhões estão envolvidos. Eles vistoriam as principais favelas da capital, da região metropolitana e da Baixada Fluminense.

Últimas de Rio De Janeiro