Tiroteio afeta circulação do ramal Belford Roxo pela 15ª vez em 2016

Uma intensa troca de tiros foi registrada no Jacarezinho, Zona Norte do Rio, nesta manhã. Segundo SuperVia, segurança nos trens é responsabilidade do governo do Estado

Por O Dia

Rio - Um tiroteio no Jacarezinho, comunidade da Zona Norte da cidade que conta com uma Unidade de Polícia Pacificadora (UPP), interrompeu parcialmente a circulação de trens no ramal Belford Roxo pela 15ª vez neste ano. De acordo com a SuperVia, entre 9h e 10h15, devido a motivos de segurança pública, as composições daquele ramal trafegaram apenas no trecho entre Del Castilho e Belford Roxo. As partidas na estação Central do Brasil foram suspensas.

Segundo a concessionária, passageiros foram informados sobre a circulação através do sistema de áudio dos trens e estações. Quem desejava seguir para a Central do Brasil podia usar a linha Honório Gurgel – Deodoro, realizando transferência para os ramais Santa Cruz, Japeri e Deodoro.

Em 2016, a circulação no ramal foi interrompida parcialmente por 15 vezes, sendo sete durante um período de três semanas no mês de abril. Em nota, a concessionária ressaltou que a segurança no transporte de trens é de responsabilidade do governo do Estado, "conforme prescreve o contrato de concessão".

"Aos agentes da SuperVia, que não têm poder de polícia, cabe controlar o acesso e prestar auxílio aos passageiros", acrescentou a concessionária, no comunicado.

Segundo a Coordenadoria de Polícia Pacificadora, o Comando de Operações Especiais (COE) realiza uma operação na região nesta manhã. A Polícia Militar ainda não fornceceu informações sobre a ação. 

Últimas de Rio De Janeiro