Waze mapeia 25 áreas com risco de crime no Rio

A dois dias da abertura dos Jogos, aplicativo de celular adota medida para auxiliar cariocas e turistas na Cidade Olímpica

Por O Dia

Rio - Está previsto para entrar em operação hoje o alerta em áreas de risco do Waze, que incluiu 25 áreas vermelhas no mapa do Rio para impedir que motoristas desavisados circulem por regiões dominadas por traficantes ou milicianos. O aplicativo de navegação do Google para celular ainda incluiu mais de cem pontos perigosos na cidade olímpica, a dois dias da abertura dos Jogos. É o ‘alerta de área com risco de crime’, que também emite aviso visual e sonoro, primeira iniciativa do tipo do Waze a mais de 50 milhões de usuários no mundo. O aplicativo está disponível em cerca de 185 países e em mais de 42 idiomas.

A nova versão do Waze precisa ser atualizada para funcionar em iOS e Android. De acordo com o Waze, essa atualização começou a ser discutida há três anos. Mas a ideia só começou a ser desenvolvida no ano passado. O mapeamento das áreas de risco no Rio foi feita com base no cruzamento de informações fornecidas pelo Disque-Denúncia e pela Facemedia, empresa de marketing digital responsável pela criação do Lei Seca RJ, perfil com mais de 5 milhões de leitores, incluindo Twitter, Facebook e aplicativo de celular. “A informação pode causar medo. Mas a desinformação causa pânico. Isso é um legado da Olimpíada para o Rio”, diz Eduardo Trevisan, presidente da Facemedia.

Clique e veja o infográfico completoArte O Dia

De acordo com fontes ouvidas pelo DIA, áreas com forte atuação do tráfico, como Rocinha, Complexo do Alemão, Maré, Chapadão e Cajueiro, estão entre as mapeadas pelo aplicativo, que levou em consideração os maiores índices de criminalidade apontados pelo Instituto de Segurança Pública (ISP). Entretanto, a assessoria de imprensa do Waze do Brasil não revela quais os locais passam a emitir o alerta, por respeito aos moradores.

“Muitos recursos do time do Waze, tempo e energia foram dedicados a essa configuração. Nós temos sido muito cuidadosos em nossa abordagem e apreciamos muito o nosso relacionamento com os brasileiros”, afirma Julie Mossler, responsável pela Marca do Waze.

A demanda por esse tipo de medida cresceu após casos trágicos envolvendo a circulação de carros em áreas de risco. Há três anos, o engenheiro Gil Augusto Barbosa morreu ao ser baleado na cabeça após entrar na Vila do João, no Complexo da Maré, ao dar um retorno na Linha Amarela para voltar ao Aeroporto do Galeão. Em outubro do ano passado, Regina Murmura foi morta ao ser atingida por um tiro no Caramujo, em Niterói. O marido dela usava o aplicativo no celular. Em vez direcioná-los para a Avenida Quintino Bocaiúva, em São Francisco, eles foram levados à Rua Quintino Bocaiúva, na favela.

Olimpíada começa hoje no Engenhão e muda o trânsito

Com a estreia do Brasil na Olimpíada hoje, no Engenhão, a área interditada ao trânsito será ampliada a partir das 10h. Somente veículos de moradores credenciados poderão entrar no polígono delimitado pela Linha Amarela e ruas Arquias Cordeiro, Piauí e das Oficinas. O melhor acesso ao estádio é com os trens, pela Estação Engenho de Dentro.

No Maracanã, onde ocorre a cerimônia de abertura na sexta, as proibições de estacionamento começam a partir das 17h de hoje. Ontem, o trânsito nas principais vias da cidade continuou engarrafado por causa das faixas olímpicas.

Últimas de Rio De Janeiro