PM fazia parte de quadrilha de roubo de cargas da Pedreira, revela polícia

Policial militar foi preso logo após roubar carga de carne. Bando era especializado e tinha participação de comerciantes

Por O Dia

Rio - Depois oito meses de investigação, a Delegacia de Roubos e Furtos de Cargas (DRFC), da Polícia Civil, identificou 17 pessoas, entre assaltantes, comerciantes e até um policial militar, que fazem parte de uma grande organização criminosa especializada no roubo e receptação de cargas. Três proprietários de estabelecimentos que compravam as mercadorias roubadas e o PM que roubada os produtos, fazendo parte do bando do Complexo da Pedreira, foram presos.

Policial militar foi preso logo após roubar carga de carneDivulgação

A quadrilha era sofisticada e cada membro tinha uma função: desde o bandido que fazia os roubos, passando pelos chamados "atravessadores" — que levavam as mercadorias para a venda — até os comerciantes — proprietárias de padarias, bares e restaurantes —, que compravam cigarros, carnes, bebidas, dentre outros produtos, sabendo que se tratavam de produtos roubados.

Dois dos cinco comerciantes mencionados foram presos em flagrante pela DRFC nos estabelecimentos foram encontrados produtos roubados. Outros seis homens identificados trabalhavam como atravessadores das mercadorias roubadas entre criminosos do Complexo da Pedreira e os comerciantes que as revendiam em seus estabelecimentos.

A polícia também descobriu que três comerciantes utilizavam suas empresas para emitir notas fiscais falsas (as chamadas notas “frias”) para dar aparência legal à carga roubada, além de utilizarem os galpões das empresas como depósito dos produtos.

Três homens que praticavam os roubos de cargas também foram identificados. Segundo as investigações, eles eram violentos em suas ações, usando inclusive armas de fogo de grosso calibre. Um dos homens foi identificado como policial militar e foi preso em flagrante por agentes da DRFC após realizar o roubo de uma carga de carne com os assaltantes.

Últimas de Rio De Janeiro