Marcelo Freixo não participará de debate em emissora de televisão

Candidato precisaria da aprovação de dois terços dos concorrentes. Mas Bolsonaro mudou de ideia e se juntou a Pedro Paulo e Indio da Costa

Por O Dia

Marcelo Freixo está em segundo nas pesquisas de intenção de votos, atrás apenas de Marcelo CrivellaABr

Rio - O candidato à prefeitura do Rio Marcelo Freixo (Psol) não vai participar do debate da Band, ainda este mês. A nova legislação eleitoral exige que o partido — ou a coligação — tenha mais de nove cadeiras na Câmara dos Deputados, mas o Psol tem apenas seis. No entanto, caso o candidato procure a emissora e tenha a aprovação de dois terços dos adversários, a participação está liberada.  

Pedro Paulo (PMDB) e Indio da Costa (PSD) se manifestaram contrários à inclusão de Freixo desde o início, o que ainda não seria suficiente para impedir a presença do deputado estadual. Mas eles ganharam, nesta quarta-feira, o reforço de Flavio Bolsonaro (PSC), que mudou de ideia e também decidiu barrar a participação do político do Psol. 

Freixo declarou ao DIA que a decisão favorece o PMDB. "O Pedro Paulo, sim, definitivamente não quer a minha participação. E eles (PSC) sempre apoiaram o PMDB em tudo", reforçou o parlamentar.  

Bolsonaro justificou a mudança como uma forma de ser justo com outros candidatos que também não podem participar — Cyro Garcia (PSTU) e Carmen Migueles (Novo). Freixo questionou a versão. "Eu fui o único que procurou a Band. Ele não só se acovarda, como também não diz a verdade".   

Para o dia do debate, o candidato do Psol pretende ir à Cinelândia, no Centro, e convocar a militância e a imprensa. "Vou colocar um telão passando o debate e responder as perguntas em praça pública", afirmou o deputado, que está em segundo lugar nas pesquisas de intenção de votos, atrás apenas do senador Marcelo Crivella (PRB).

O período de propaganda eleitoral começou nesta terça-feira. O primeiro turno das eleições está marcado para o dia 2 de outubro; o segundo, se houver, para o dia 30 do mesmo mês.

Reportagem do estagiário Caio Sartori

Últimas de Rio De Janeiro