Viúva de PM morto em queda de helicóptero faz desabafo em rede social

Na mensagem, Luciana Caserta fala sobre a dor das filhas com a perda do pai e pede que as vidas dos policiais sejam valorizadas pela população

Por O Dia

Rio - A viúva de um dos PMs mortos no último sábado na queda do helicóptero na Cidade de Deus (CDD), no último sábado, fez um desabafo em seu perfil na rede social Facebook nesta terça-feira. Na mensagem, Luciana Caserta fala sobre a dor das filhas de 10 e 2 anos, que não ganharam um "bom dia" do pai e pede que as vidas dos policiais sejam valorizadas. O corpo do major Rogério Melo Costa foi enterrado no cemitério Jardim da Saudade, em Sulacap, na Zona Oeste do Rio, neste domingo.

Família do major Rogério Melo Costa morto em queda de helicóptero na CDD Reprodução Facebook

"Hoje, sentindo dentro do meu lar a dor que tantas vezes vi outros sofrendo, não tenho nenhum receio de dizer: O PROBLEMA ESTÁ EM NÓS! Essa sociedade hipócrita, que não valoriza um ser humano que dá a vida pela sua, que deixa seus sonhos guardados para assegurar que você realize os seus. Enquanto isso não mudar, não adianta protestar contra governos ou governantes! Nós somos a força que faz girar o mundo! Cabe a cada um de nós mudar o que estamos vivendo!", publicou a viúva.

Quatro policiais militares morreram na queda de um helicóptero do Grupamento Aeromóvel (GAM) da Polícia Militar no fim da tarde do último sábado perto da Cidade de Deus, na Zona Oeste. O helicóptero apoiava a operação da polícia contra traficantes na comunidade. Houve intensos confrontos na região durante o sábado. A Linha Amarela e a Avenida Ayrton Senna chegaram a ser fechadas. 

Rogério Melo Costa pilotava a aeronave. Além dele, foram vítimas: capitão Schort, subtenente Barbosa e sargento Félix. 



Últimas de Rio De Janeiro