Bloqueio nas contas do estado impede pagamento das primeiras parcelas do salário

Segundo governo do Rio, novo bloqueio impede cumprir as duas primeiras datas previstas. Novo calendário será anunciado até segunda-feira

Por O Dia

Rio - O Governo do Rio informou, na noite desta quarta-feira, que não poderá pagar as duas primeiras parcelas do salário dos servidores do estado. O impedimento ocorre devido a um novo bloqueio nas contas do Tesouro estadual, no valor de R$ 128 milhões, que ocorrerá nesta quinta-feira, pelo não pagamento de dívida com a União. Um novo calendário será divulgado até a próxima segunda-feira, dia 26.

A primeira parcela seria depositada nesta sexta-feira, véspera do Natal. Mais de 40% dos servidores não receberam seu salário, que foi parcelado em nove vezes. Servidores ativos da Educação e ativos e inativos da área de Segurança  receberam de forma integral.

Do último dia 5 e até esta quinta-feira, o total de valores bloqueados já soma R$ 525 milhões nas contas do Tesouro estadual. O valor seria suficiente para quitar pelo menos um quarto da folha líquida de novembro, que é de R$ 2 bilhões, de acordo com o governo.

Servidores da Educação vão receber 13º salário na próxima quarta-feira

?Em meio à crise financeira do estado e ao clima de incerteza com relação aos salários, uma boa notícia para os servidores da Educação. O 13º salário dos servidores da ativa — tanto professores quanto agentes do Degase — será pago na próxima quarta-feira, 28 de dezembro.

A data foi confirmada pelo secretário, Wagner Victer, após vídeoconferência realizada nesta quarta-feira com o governador, Luiz Fernando Pezão, e o secretário de Fazenda, Gustavo Barbosa. "O governador foi sensível à gestão que temos feito do Fundeb, o que permitiu que pagássemos o 13º salário ainda este ano. O abono será pago com dinheiro do Fundeb e complementado pelo Tesouro

Últimas de Rio De Janeiro