Vítimas de bala perdida na Cidade Alta são enterradas

Entregador e eletricista foram mortos no último sábado durante troca de tiros entre traficantes rivais

Por O Dia

Rio - Em lágrimas, parentes e amigos se despediram do entregador Anísio Alves e do eletricista de João Paulo de Oliveira, ambos de 41 anos, que foram mortos por balas perdidas na Cidade Alta e enterrados nesta segunda-feira, em cemitérios diferentes.

“É muito difícil perder dois amigos de infância assim. Do nada. Um pai de família, com três filhos pequenos. O outro, a caminho do trabalho. Estou arrasado”, afirmou um amigo que foi aos dois enterros e pediu para não ser identificado, com medo de represálias do tráfico.

Parentes de Anísio Alves se emocionam durante o enterroSandro Vox / Agência O Dia

Os dois morreram durante troca de tiros entre traficantes rivais, pelo controle do tráfico na Cidade Alta, Zona Norte do Rio, no sábado.

A disputa entre os grupos já se estende por dois meses e os tiroteios são frequentes no local. Moradores postam vídeos da região, com a movimentação de traficantes em plena luz do dia. A Polícia Militar informou que realiza operações na Cidade Alta e que o Bope foi chamado assim que o tiroteio teve início.

Nesta segunda-feira, um homem morreu também vítima de bala perdida no Jacaré, quando criminosos tentaram alvejar policiais. Ele estava em um bar, almoçando na hora do confronto, quando foi atingido pelo disparo.

Últimas de Rio De Janeiro