Eike Batista prestará depoimento na sede da PF nesta terça-feira

Empresário vai ser levado de Bangu 9, no Complexo Penitenciário de Gericinó. Ele foi preso assim que desembarcou de Nova York no Galeão

Por O Dia

Rio - Eike Batista irá prestar depoimento na sede da Polícia Federal, no Centro do Rio nesta terça-feira. O empresário vai ser levado da Penitenciária Bandeira Stampa, conhecida como Bangu 9, no Complexo Penitenciário de Gericinó, na Zona Oeste. É previsto que o testemunho comece às 15h.  A autorização para a saída foi dada pela juíza Débora Valle de Brito, substituta da 7ª Vara Federal.

Por volta das 13h30 desta segunda-feira, o empresário deixou o presídio Ary Franco, na Zona Norte, e seguiu já com a cabeça raspada e uniforme de detento para o Complexo de Gericinó, em Bangu. Além de carregar um lençol e travesseiro.

Momento em que Eike Batista deixa presídio Ary Franco e é transferido para Bangu 9Reprodução GloboNews

Eike foi preso na manhã desta segunda, assim que desembarcou no Galeão após ser considerado foragido. Ele estava em Nova York, nos Estados Unidos.

Antes de embarcar para o Brasil, Eike demonstrou em entrevistas que pretende colaborar com as investigações, ao afirmar que vai mostrar "como as coisas são". Mas possível delação premiada ainda depende de negociação com o Ministério Público Federal.

Bangu 9 é uma cadeia que recebe entre os presos ex-policiais e milicianos condenados. Cada cela recebe seis pessoas. É conhecida por ser bem conservada e alguns detentos trabalham dentro da unidade.

Prisão

Eike ocupa desde segunda-feira, 30, uma cela de 15 metros quadrados, equipada com quatro beliches, na Cadeia Pública Bandeira Stampa, conhecida como Bangu 9, no Complexo Penitenciário de Gericinó, no Rio. A unidade é destinada para milicianos e ex-policiais militares. Eike divide o espaço com outros seis presos da Lava Jato que, assim como ele, não têm curso superior.

A cela não tem vaso sanitário - os presos fazem necessidades em um buraco no chão, conhecido como boi. No lado oposto, há um cano por onde sai água fria. A prisão sofre ainda com problemas de abastecimento de água e entupimento no sistema de esgoto, segundo funcionários da unidade. Os registros são abertos três vezes ao dia, de acordo com os servidores. A Secretaria de Administração Penitenciária negou os problemas.

Cada preso tem direito a levar uma televisão de 14 polegadas e um ventilador. Eles recebem quatro refeições ao dia - café da manhã e lanche, composto de pão com manteiga e café com leite; e almoço e jantar, em que são servidos uma proteína, arroz ou macarrão, feijão, e legumes, além de refresco e sobremesa (fruta ou gelatina).

A família de Eike terá de fazer a carteira de visitante, que permite o acesso ao Complexo Penitenciário. O documento fica pronto entre 15 dias e um mês. Antes desse prazo, é possível pedir à secretaria autorização especial para visita.

*Com informações do Estadão Conteúdo

Últimas de Rio De Janeiro