Corpo de piloto é encontrado no mar após queda de helicóptero em Itacoatiara

Homem era primo da ex-governadora Rosinha Garotinho: 'Perdeu a vida na realização de seu sonho', lamentou

Por O Dia

Rio - Os bombeiros encontraram o corpo de Fábio Pestana de Barros, na madrugada desta quinta-feira, no mar da Praia de Itacoatiara, Região Oceânica de Niterói. Primo da ex-governadora Rosinha Garotinho e sargento do Corpo de Bombeiros, ele pilotava um helicóptero que caiu na praia na noite desta quarta. 

Helicóptero caiu na Praia de Itacoatiara na noite desta quarta-feiraWhatsApp O DIA (98762-8248)

Paulo Roberto A. Costa também estava no voo. No entanto, o militar da reserva da corporação conseguiu pular antes da queda e nadar até a areia. Depois, ele foi socorrido e levado para o Hospital Estadual Azevedo Lima. Até o momento, não há informações sobre seu estado de saúde.

Rosinha Garotinho publicou foto com seu primo Fábio Pestana%2C que morreu em queda de helicópteroReprodução Facebook

Por meio das redes sociais, Rosinha lamentou a morte do primo. "Perdeu a vida na realização do seu sonho de ser piloto e bombeiro, ajudando e salvando vidas. Cumpriu sua missão com amor e carinho. Nos resta pedir a Deus o consolo para a família", escreveu a ex-governadora, que anteriormente havia publicado uma foto com Fábio. "Ele saiu para ajudar o filho do colega que fez um pouso forçado por conta da chuva", contou.

Em nota enviada à imprensa, o ex-governador Anthony Garotinho disse que o helicóptero estava voando baixo e estava com muito vento no local. "Fabinho era uma pessoa muito carinhosa e atenciosa", enfatizou.

Leia a íntegra da nota

"Para a gente foi muito difícil. Fabinho não é só da família, é alguém muito querido. Ele saiu para socorrer o filho de um amigo dele, o Paulinho. O filho desse Paulinho tinha feito um pouso forçado em Niterói com uma outra aeronave. Fabinho e Paulinho foram resgatá-lo. O helicóptero estava voando baixo demais, muito vento. Paulinho conseguiu sobreviver, embora muito machucado. Mas Fabinho ficou preso nas ferragens e acabou falecendo.

Estou fazendo este programa hoje com o coração partido. Fabinho era uma pessoa muito carinhosa, muito atenciosa. Na última quinta-feira, ele esteve lá em casa, na comemoração do aniversário da Rosinha. Foi a Rosinha que ligou para os pais dele O pai tem 85 anos. A mãe, 84 anos. Os meus filhos Anthony e Clara foram para a casa deles com um médico para o caso de eles passarem mal.

Algumas pessoas usaram de má fé neste momento de dor. Não tenho helicóptero. Esse helicóptero era de uma empresa chamada LRio, pelo que soube. Ele prestava serviço para essa empresa como piloto, além de trabalhar nos bombeiros".


Últimas de Rio De Janeiro