Portal pede informações sobre suspeito de assassinar jovem em bar na Baixada

Paulo César Macedo Bahia Júnior, o Tothy, é suspeito de envolvimento na morte do universitário Bruno Durange, em São João de Meriti

Por O Dia

Portal dos Procurados oferece recompensa por suspeitoDivulgação

Rio - O Portal dos Procurados divulgou nesta quinta-feira um cartaz, oferecendo R$1.000 de recompensa por informações que levem à prisão de um suspeito de assassinato. Paulo César Macedo Bahia Júnior, também conhecido como Tothy, 22, é um dos acusados de matar o jovem Bruno de Mello Durange, 28. O crime aconteceu dentro do Bar Floresta, em São João de Meriti, Baixada Fluminense, na última sexta-feira. 

O outro suspeito, Fagner Rodrigues Gaspar, também conhecido como Russo, foi preso em sua casa em Vilar dos Teles, também em São João de Meriti. Ele vai responder por homicídio qualificado e posse de munição. Paulo César continua foragido. Testemunhas reconheceram os dois acusados. 

O portal pede que quem tiver qualquer informação a respeito da localização de Paulo César, denuncie pelos canais: Whatsapp ou Telegram dos Procurados (21) 96802-1650; pelo facebook/(inbox), endereço: https://www.facebook.com/procurados.org/, pelo mesa de atendimento do Disque-Denúncia (21) 2253-1177, ou pelo aplicativo do DD. Em todos os canais de denúncias, o anonimato é garantido.

O crime

Uma briga em um bar resultou na morte de um jovem universitário, em São João de Meriti, na Baixada Fluminense. Bruno Mello Durange, de 28 anos, teria sido espancado em um bar, na última sexta-feira. Inicialmente, ele foi socorrido para o Posto de Atendimento Médico (PAM) da cidade e depois, no dia seguinte, encaminhado para o Hospital Geral de Nova Iguaçu (Posse). Mas não resistiu aos ferimentos e faleceu na manhã do último domingo.

A mãe da vítima pediu por justiça e classificou o ocorrido como covardia. "Que não fique impune o que fizeram com meu filho. Ele veio da faculdade e foi espancado neste bar", disse Lindauria Mello.

Em nota publicada na página do Facebook do Floresta Bar, os proprietários lamentam o episódio e esclarece que a briga aconteceu entre os frequentadores, que repudia qualquer ato de violência e se colocou a disposição da família da vítima. O estabelecimento ressaltou ainda que todas as medidas judiciais estão sendo tomadas em desfavor dos usuários de rede sociais que estão veiculando informações falsas e distorcidas.

Últimas de Rio De Janeiro