Policial civil aposentado morto em falsa blitz será enterrado nesta segunda

Corpo do inspetor Evandro Luiz Ferreira, de 62 anos, será sepultado no Cemitério Parque da Paz, no bairro Pacheco, em São Gonçalo

Por O Dia

Inspetor aposentado da Polícia Civil Evandro Luiz Ferreira%2C de 62 anos%2C foi morto em uma falsa blitz no Fonseca%2C em NiteróiReprodução TV Globo

Rio - O inspetor da Polícia Civil aposentado Evandro Luiz Ferreira, de 62 anos, morto a tiros no bairro Fonseca, em Niterói, após furar uma falsa blitz, na madrugada deste domingo, será enterrado na tarde desta segunda-feira. O sepultamento será no Cemitério Parque da Paz, no bairro Pacheco, em São Gonçalo, às 15h30. O corpo é velado desde as 9h30 no local.

Segundo a polícia, o inspetor tentou passar por uma barreira formada por cerca de 10 bandidos na Rua Tenente Osório e teve o seu carro alvejado por 18 disparos. Evandro estava acompanhado da mulher e ainda dirigiu por 250 metros, até a porta de casa, atrás da 78ª DP (Fonseca). Ele foi levado para o Hospital Estadual Azevedo Lima, mas não resistiu. A companheira ficou ferida por estilhaços, foi atendida e já recebeu alta.

Policiais da 78ª DP e PMs do 12º BPM (Niterói) fizeram buscas pela região, mas ninguém foi preso. O caso será investigado pela Delegacia de Homicídios de Niterói e São Gonçalo (DHNSG). Evandro se aposentou do cargo de inspetor em 2005, após 26 anos na instituição. Sua última lotação foi a 73ª DP (Neves). 

"Nossa solidariedade à família e aos amigos. E nosso reconhecimento pelos vinte e seis anos dedicados ao trabalho policial. Descanse em paz!", disse, em nota, o chefe da Polícia Civil,  Carlos Augusto Neto Leba.

Últimas de Rio De Janeiro