Reajuste do IPTU: criação de novo bloco na Câmara dificulta planos da prefeitura

O 'Rio de Verdade' será formado por nove vereadores de primeiro mandato. A maioria compunha bloco governista 'Por um Rio Mais Humano'

Por O Dia

Rio -  Vereadores governistas de primeiro mandato formaram, nesta quarta-feira, um novo bloco na Câmara Municipal chamado 'Rio de Verdade'. Composto por nove parlamentares, o grupo não se sentia satisfeito no bloco 'Por um Rio Mais Humano', que abarcava os aliados do prefeito Marcelo Crivella (PRB) e que, agora, fica com sete parlamentares — seriam oito, mas Dr. Gilberto (PMN), preso, está afastado do cargo. A movimentação dificulta a aprovação do reajuste do IPTU, uma vez que o governo terá que ampliar a discussão em torno de emendas ao projeto.

Bloco 'Rio de Verdade'Divulgação

"O objetivo não é fazer oposição nem barganha. A ideia é que vereadores de primeiro mandato possam apresentar seus debates na Câmara e nossas visões de acordo com nossas bases eleitorais. Nossos eleitores não estavam se sentido representados. Nossos pleitos estavam sendo abafados. Precisávamos nos impor", diz Jones Moura (PSD), segundo vice-líder do grupo.

A criação do 'Rio de Verdade' foi protocolada agora há pouco na Câmara. O bloco será presidido por Felipe Michel (PSDB), e o primeiro-vice líder será Professor Adalmir (PSDB).  

Últimas de Rio De Janeiro