Filho de Cabral vai receber benefício escolar de mais de R$ 1 mil da Alerj

Valor será pago à ex-mulher de Cabral, que é funcionária da Casa

Por O Dia

Ex-governador Sérgio Cabral está preso em BanguMárcio Mercante / Agência O Dia

Rio - Funcionária da Assembleia Legislativa do Rio (Alerj), Susana Neves Cabral, ex-mulher do ex-governador Sérgio Cabral (PMDB), receberá uma "bolsa reforço escolar", no valor de R$ 1 136,53, benefício que é pago a quem trabalha na Casa e tem filhos solteiros cursando escola ou faculdade.

A decisão, da presidência da Alerj, foi publicada nesta quinta-feira, no Diário Oficial do Legislativo. Segundo a força-tarefa da Lava Jato no Rio, Susana teria se beneficiado do esquema de corrupção de Cabral no governo do Rio.

Ela tem três filhos com Cabral. Só o caçula, José Eduardo, tem direito ao benefício por ainda não ter 24 anos. A defesa de Susana informou que ela não se pronunciaria a respeito.

Justiça Federal nega pedido de Cabral para dar entrevistas à imprensa

A Justiça Federal negou, nesta quarta-feira, em segunda instância, o pedido da defesa do ex-governador Sérgio Cabral para dar entrevistas a dois veículos de comunicação. O requerimento já havia sido negado pela 7ª Vara Federal Criminal do Rio e, por isso, os advogados recorreram à Primeira Turma Especializada do Tribunal Regional Federal (TRF).

O desembargador Abel Gomes seguiu a decisão do juiz Marcelo Bretas, que alegou que "não havia interesse público na concessão da entrevista, sobretudo porque as informações referentes ao processo estão disponíveis para a imprensa". Já a defesa argumentou que o ex-governador pretendia apresentar sua versão dos fatos. Cabral está preso desde novembro do ano passado, no Complexo de Gericinó, acusado de comandar um esquema de corrupção.

Últimas de Rio De Janeiro