Justiça mantém preso homem que ejaculou em mulher dentro de trem da SuperVia

Homem de 36 anos acusado do crime foi preso em flagrante e vítima o reconheceu. Foram três casos em duas semanas nos trens do Rio

Por O Dia

Rio - A Justiça do Rio manteve preso um homem, de 36 anos, acusado de ejacular na perna de uma mulher dentro de um trem da SuperVia. O abusador teve a prisão em flagrante convertida em prisão preventiva pelo juiz Marco José Mattos Couto em audiência na Central de Custódia.

“Tais circunstâncias, obviamente, impõem a segregação cautelar para garantia da ordem pública, até para que as pessoas tenham a mínima tranquilidade para utilizar os transportes públicos, o que recentemente não vem ocorrendo, diante dos vários casos que estão sendo trazidos a juízo com características próximas”, justificou o juiz na decisão, lembrando um caso ocorrido em São Paulo, quando a Justiça mandou soltar um homem acusado pelo mesmo crime, ocorrido em agosto.

O homem acusado do crime no trem da SuperVia foi preso em flagrante e reconhecido pela vítima na delegacia, no último dia 9. Este foi o terceiro caso semelhante em composições da concessionária em duas semanas.

Em seu depoimento, a vítima disse que estava dentro do trem e que ficou assustada ao perceber que o homem parecia querer penetrá-la. Segundo ela, quando se virou o homem gozou na sua perna esquerda.

Últimas de Rio De Janeiro