Violência deixa mais de 2,6 mil alunos sem aulas no Rio

Moradores da Cidade de Deus e do Morro do Juramento relataram tiroteio na manhã desta quarta-feira

Por O Dia

Rio - A violência voltou a interromper as aulas na cidade nesta quarta-feira. Nesta manhã, 2.645 alunos estão fora das escolas. O local mais atingido foi a Cidade de Deus, na Zona Oeste do Rio, onde 2.145 estudantes de quatro escolas, três Espaços de Desenvolvimento Infantil (EDI) e uma creche foram prejudicados. 

De acordo com o comando do 18º BPM (Jacarepaguá), bandidos atiraram contra um carro blindado da PM [conhecido como 'caveirão'] nesta manhã. A corporação afirmou que viaturas do batalhão já foram deslocadas para a localidade Caminho do Outeiro.

Moradores também relataram intenso tiroteio no Morro do Juramento, Zona Norte do Rio, nesta manhã. Ao todo, 500 alunos estão fora de sala de aula em duas creches e uma escola na região. Policiais do 41º BPM (Irajá) atuam na comunidade para tentar encontrar os envolvidos na morte do cabo Alan de Souza Costa Martins. O policial foi morto durante tentativa de assalto, nesta terça-feira, em Guadalupe.

Tiroteio no Vidigal

Por volta das 9h30, policiais da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) do Morro do Vidigal foram atacados durante um patrulhamento na localidade conhecida como Jaqueira. Houve troca de tiros, mas ainda não há registros de feridos e presos na favela.  A UPP destacou que os PMs estão procurando os suspeitos do crime.

Últimas de Rio De Janeiro