Informe: Estado do Rio receberá R$ 10,5 bilhões em investimentos

A verba é referente a 217 projetos do programa Avançar, criado pelo presidente Michel Temer como espécie de sucessor do PAC

Por O Dia

Rio - O Estado do Rio receberá R$ 10,54 bilhões até o fim de 2018 em investimentos em infraestrutura feitos pelo governo federal. A verba é referente a 217 projetos do programa Avançar, criado pelo presidente Michel Temer como espécie de sucessor do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), lançado nos governos de Lula e Dilma Rousseff.

O Informe obteve com exclusividade o documento que detalha a aplicação dos recursos e revelará algumas das principais obras, como a construção de casas do Minha Casa Minha Vida que receberá R$ 785 milhões até o fim do ano que vem, de um total de R$ 2,5 bilhões.

VLT e estrada

Já para o término de 23 quilômetros do VLT no Centro e na Região Portuária serão destinados em 2018 R$ 117,8 milhões, de um total de R$ 1,15 bilhão. Na duplicação de trecho de 20 quilômetros da BR-493 (Magé-Manilha) serão investidos R$ 153 milhões no ano que vem, de um total de R$ 539,92 milhões.

Mobilidade

Dois grandes projetos de mobilidade receberão investimento de R$ 1,61 bilhão até o fim de 2018: a conclusão do BRT Transbrasil, na Avenida Brasil, e a implantação do BRT TransOceânica, que ligará o centro de Niterói a Charitas.

Habitação

Estão previstos 55 projetos de construção de casas populares no estado ao custo de R$ 1,18 bilhão.

Saneamento

Serão destinados R$ 923 milhões para saneamento, como na construção de uma estação de tratamento de esgoto em Bangu, além da ampliação da já existente em Deodoro. Ainda está prevista a implantação de 11 elevatórias.

Petróleo

Só na área de energia será aplicada cerca da metade dos R$ 10,54 bilhões: R$ 4,978 bilhões vão para investimentos no setor de petróleo. E R$ 412 milhões na construção de linha transmissora de energia elétrica entre Nova Iguaçu e Taubaté, em São Paulo.

Rebaixamento duplo?

O Informe antecipou sábado, na nota 'Vassourada', que vereadores influentes pleiteavam a saída de Rubens Teixeira (PRB) da presidência da Comlurb. Ontem, a Câmara aprovou lei que, se sancionada pelo prefeito Marcelo Crivella (PRB), culminará com o segundo rebaixamento de Teixeira, que já caíra da Secretaria de Conservação e Meio Ambiente. O texto proíbe a nomeação, em empresas municipais, de quem se candidatou em eleições nos últimos três anos.

Inábil

Dono de um currículo acadêmico invejável, Teixeira peca pela absoluta ausência de traquejo político. Crivella não tem intenção de sancionar o texto da Câmara, já que quer eleger Teixeira deputado federal em 2018.

Parada Gay

David Miranda (Psol) lançou campanha pela realização da Parada LGBT. Prevista para ocorrer daqui a nove dias, o evento estaria ameaçado por não ter verba para cachês de artistas, já que a prefeitura cortou o patrocínio. Na internet, a cantora drag-queen Pabllo Vittar, sucesso no meio musical, demonstrou entusiamo em cantar de graça: "Eu querooooo".

É amanhã!

A Superintendência da Tijuca promoverá uma série de serviços de saúde e de retirada de documentos no Morro do Turano.

Últimas de Rio De Janeiro