Niterói é líder quando o assunto é Tratamento de água e esgoto

Até 2019 todo esgoto produzido na cidade terá tratamento

Por O Dia

Niterói - Mais uma vez Niterói fez bonito e ficou entre os melhores municípios do Brasil quando o assunto é o serviço de água e esgoto. Há motivos de sobra para comemorar o Dia Mundial da Água, na próxima terça-feira.Um levantamento de saneamento básico feito pelo Instituto Trata Brasil, divulgado na última quarta-feira, mostra a cidade em primeiro lugar no estado do Rio e em 12º no ranking nacional. E a expectativa é de que o desempenho seja ainda melhor nas próximas avaliações.

Hoje 95% do esgoto da cidade é tratado.Alexandro Auler / Agência O DIA

Hoje 95% do esgoto da cidade é tratado, mas de acordo com a Águas de Niterói, até 2019 este número subirá para 100%. Na última semana foi inaugurada a Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) Maria Paula que vai atender cerca de 40 mil pessoas. E já no próximo mês começa a obra de outra ETE, no Sapê.

“A parceria público-privada é de extrema importância e por isso caminhamos para esse ponto de colocar Niterói como a única cidade com 100% de saneamento básico no estado”, destacou o prefeito Rodrigo Neves.

Segundo o engenheiro civil especialista em recursos hídricos da UFF Elson Nascimento, um problema que ainda existe na cidade é o lançamento de esgoto irregular na rede de drenagem como acontece no canal Ary Parreiras. A Águas de Niterói informou que o projeto Se Liga, em parceria com o Inea, corre a cidade exatamente para conscientizar as casas de que devem realizar a interligação com a rede de esgoto. 

Na economia de água Niterói também vem se saindo bem. De acordo com o Instituto Trata Brasil, a cidade é a sexta que menos tem perdas na distribuição. A concessionária de água possui um Centro de Controle Operacional que acompanha toda a rede da cidade. Ali é possível verificar quase em tempo real qualquer variação no sistema de distribuição e interromper o serviço até o reparo do problema.

Por aqui também é lei que todos os prédios construídos a partir de 25 de julho de 2011 tenham captação de água de chuva. Como é no condomínio Forever em Charitas. Toda água utilizada para regar os jardins e para limpar as áreas comuns do prédio vem do céu.

O síndico, Leonardo Fontes, aprova a medida e diz que é uma boa economia: cerca de 90% de toda água utilizada no condomínio é de reúso. “Em mais de dois anos só tivemos que usar água da rua umas duas vezes. E também é bom porque captamos uma água que iria para rua, ajudando a evitar enchentes”, analisa.

E a Águas de Niterói também está de olho nos ‘gatos’ de água. Somente em 2015 foram identificados 1.115 ligações irregulares.

Últimas de Rio De Janeiro