Galinho da Serra quer alçar voos mais altos

Confundido com clube do Maranhão, Sampaio Corrêa, de Saquarema, está de olho na Série A

Por O Dia

Rio - O Sampaio Corrêa Futebol e Esporte é um novato entre os times do Estado do Rio — foi fundado em 2006. Mesmo assim, o clube de Saquarema, vira e mexe é confundido com o Sampaio Corrêa Futebol Clube, do Maranhão. E não é para menos. Afinal, carregam quase que o mesmo nome, uma homenagem ao engenheiro e político José Mattoso Sampaio Corrêa.

“Sempre tem essa confusão. Uma vez, em Brasília, depois que eu disse que era do Sampaio Corrêa, uma pessoa me falou que tinha até a camisa do nosso clube. Só que, ao me mostrar, era do Sampaio Corrêa de São Luís”, lembra o diretor jurídico do clube, Kleber Pereira, ressaltando que Sampaio Corrêa é também um bairro de Saquarema.

Força do elenco é o trunfo do Sampaio Corrêa. A média de idade é de 25 anosDivulgação

Tal confusão, no entanto, não preocupa o dirigente. O que tira mesmo o sono são as dificuldades de atuar na Série B, campeonato que o Sampaio Corrêa vai estrear em maio. Segundo ele, o torneio é longo, com adversários com tradição e não há cota de tevê para cobrir todos os gastos, como na primeira divisão.

O diretor jurídico, no entanto, pondera que o principal entrave para um bom espetáculo é o estado de conservação dos gramados de alguns estádios, prejudicando a qualidade do futebol. “Está correto priorizarem a segurança nos locais de jogos. Mas o ‘tablado do teatro’, que é o campo, o gramado, não é visto como deveria, não recebe a mesma atenção”, critica.

Com folha de pagamento bem modesta, de R$ 100 mil por mês, mas com todas as contas em dia, o Sampaio Corrêa tem elenco com média de idade de 25 anos. Conforme Kleber Pereira, é na força do conjunto, que está o segredo do clube. “Com a base temos conseguido bons resultados. Não é à toa que temos jogadores que atualmente estão na primeira divisão. E eles devem voltar pra disputar a segunda com a gente”, entrega.

O dirigente também aposta na volta do técnico Luiz Antônio com um dos trunfos da equipe para a Série B. Outro ‘amuleto’ é sempre conquistar bons resultados quando joga em casa, no estádio Lourival Gomes de Almeida, em Saquarema. “Dificilmente, a gente perde em casa. Aqui tem que ser vitória”, ressalta Kleber Pereira. 

Um novato dos gramados

Fundado em 20 de fevereiro de 2006, o Sampaio Corrêa Futebol e Esporte é um clube-empresa que desde o início incomoda os adversários. Tanto que já em 2009 conquista o título da terceira divisão. Na Série B, ficou em quarto lugar no campeonato de 2015. “Nossa esperança agora é chegar à elite. Estamos preparados para voos mais altos”, projeta Kleber Pereira, diretor jurídico. 

Tendo como cores oficiais o azul, o branco e o amarelo, o mascote do Sampaio Corrêa é o Galinho da Serra, ave típica do bairro onde está a sede do clube, em Saquarema. É lá também que fica o Complexo Esportivo Ciro de Carvalho, apelidado carinhosamente de Ninho do Galo, e o Estádio Lourival Gomes de Almeida, o Lourivalzão, com capacidade para 1,5 mil torcedores.

Últimas de Rio De Janeiro