Cruzeiro e Atlético-MG ficam em um frustrante empate no Mineirão

Os dois maiores rivais de Minas fizeram um jogo travado, com poucas chances de gol, sendo pior para o time azul, que não conseguiu abrir distância do Z4

Por Lance

Cruzeiro e Atlético-MG ficaram no 0 a 0
Cruzeiro e Atlético-MG ficaram no 0 a 0 -
Minas Gerais - Cruzeiro e Atlético-MG empataram por 0 a 0 no sétimo e último duelo do ano entre os maiores rivais de Minas Gerais, em jogo válido pela 32ª rodada do Campeonato Brasileiro. 

A partida foi frustrante para o torcedor que viu as duas equipes criando pouco para tirar o zero do placar. O clássico teve pouca técnica e muita disputa física no Mineirão.

A igualdade não foi ruim para o alvinegro, pois o Galo chegou aos 40 pontos, se mantendo na 11ª colocação, ficando a cinco da tranquilidade de evitar o rebaixamento. Para a Raposa, que alcançou os 35 pontos, o empate deixou um gosto mais amargo, já que mesmo ganhando uma posição na tabela, agora é o 15º, ainda está perto dos seus rivais da parte de baixo da classificação.

O alento para a o time azul é que o Fluminense perdeu para Internacional em Porto Alegre, deixando o Cruzeiro fora do Z4 por mais uma rodada.

Equipes se estudando

O começo da partida foi com os grandes rivais tendo cautela, mas esse período foi curto e logo em seguida, o Cruzeiro, com mais necessidade de vencer, resolveu atacar mais o Galo.

Boas tentativas celestes

Abel arriscou e teve resultados bons com a entrada de Robinho no lugar de David. Thiago Neves ficou mais perto de Fred e algumas boas jogadas foram criadas, como em um corta-luz de Fred para Thiago, que arrematou para o gol com muito perigo para Cleiton.
 
Cruzeiro insiste, mas Galo reage

Até os 20 minutos da etapa inicial, a Raposa tinha mais posse de bola e iniciativa do jogo. porém, o alvinegro se acomodou em campo, apesar do forte calor no Mineirão e conseguiu chegar bem perto do gol de Fábio em jogadas de Luan e Cazares.

Atlético-MG força a marcação

O time alvinegro esboçou uma pressão no campo de defesa da Raposa, tentando roubar uma bola e sair na cara de Fábio. Mas, a intensidade durou pouco tempo. O calor no Mineirão atrapalhou o espetáculo, obrigando os dois times a jogarem em marcha mais lenta.

Abel tenta mais do mesmo

Ao tirar Marquinhos Gabriel, que possui mais repertório, para colocar David, o treinador do Cruzeiro queimou uma alteração, pois o atacante foi pouco efetivo no ataque, repetindo as más atuações das últimas partidas.

Juventude no Galo

Cazares estava discreto na partida e Vagner Mancini, acertadamente, o tirou do jogo e colocou Bruninho, que deu mais fôlego e chegada mais forte ao campo de ataque atleticano.

Cruzeiro pressiona

A Raposa chegou bem perto do gol em duas oportunidades, mas a melhor chance do jogo foi com Fred, que recebeu cruzamento de David, mas Cleiton evitou o gol do camisa 9, que cabeceou sozinho.

Aposta em Marquinhos

O Galo buscou repetir a fórmula de sucesso com dois meias jovens e velozes para pegar a cansada defesa cruzeirense desprevenida.

Alvinegro mais presente no ataque

Como ocorreu no primeiro tempo, o Galo retomou as ações do jogo mais na parte final da partida, ameaçando mais o gol de Fábio.

Frustração no Mineirão

O empate, terceiro no ano entre as duas equipes frustrou quem tinha a expectativa de um jogo mais disputado.

Próximos compromissos

O Cruzeiro volta a campo na próxima segunda-feira, 18 de novembro, às 20h, contra recebe o Avaí, no Mineirão. Já o Galo terá o Fluminense no sábado, 16, às 19h, no Maracanã.

FICHA TÉCNICA

CRUZEIRO 0 X 0 ATLÉTICO-MG
Estádio: Mineirão-Belo Horizonte(MG)
Data-hora: 10 de novembro de 2019, às 16h
Arbitragem: Jean Pierre Gonçalves Lima (RS)
Assistentes: Rafael da Silva Alves e Leirson Peng Martins(RS)
VAR: Daniel Nobre Bins(RS)
Cartões Amarelos: Fábio Santos(ATL), Henrique(CRU)
Cartões Vermelhos:
Público e Renda: não divulgados

Gols: -


CRUZEIRO: Fábio; Orejuela, Cacá, Fabrício Bruno e Dodô; Henrique e Éderson; Marquinhos Gabriel(David-intervalo) ,Robinho(Pedro Rocha, aos 23’-2ºT), Thiago Neves(Ezequiel, aos 38’-2ºT) e Fred.Técnico: Abel Braga


ATLÉTICO-MG: Cleiton; Patric, Réver, Igor Rabello e Fábio Santos; Zé Welison, Ramon Martínez(Marquinhos, aos 34’-2ºT), Luan, Cazares(Bruninho, aos 24’-2ºT) e Otero; Di Santo(Ricardo Oliveira, aos 45’-2ºT). Técnico: Vagner Mancini
Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários