01 de janeiro de 1970
  • WhatsApp (21) 98762-8248

Tática é atrasar

Por O Dia

Caberá ao relator da Lava Jato na Corte, ministro Edson Fachin, notificar Temer para resposta em prazo de até 15 dias. Na sequência, o ministro enviará a acusação para à Câmara, que julgará se a denúncia será ou não aceita.

Desta vez, porém, a defesa de Temer tentará adiar o envio da denúncia, alegando que o pleno do Supremo deve suspender a acusação até que os indícios de irregularidade da delação dos executivos da JBS sejam esclarecidos.

Na Câmara, a primeira análise será na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ). De lá, seguirá para o plenário da Casa, onde são necessários votos pela abertura da investigação de pelo menos 342 deputados, o equivalente a 2/3 dos 513 parlamentares que integram a Câmara.

Se a denúncia for aceita, ela volta para o STF, que decide pela abertura. Aí, Temer é afastado por até 180 dias .