SALTO NO AUXÍLIO-EDUCAÇÃO

Por O Dia

O gasto da Assembleia Legislativa com bolsa-educação aumentou 23% nos últimos seis meses. Em agosto, a Alerj destinou R$ 3,63 milhões para reforço escolar. Em fevereiro, R$ 2,93 milhões. O benefício é pago a funcionários com filhos que cursem ensino regular, tenham menos de 25 anos e não exerçam atividade remunerada (exceto estágio). Atualmente a Casa concede 3.197 bolsas, no valor de R$ 1.136,53. Em fevereiro, eram 2.788 bolsas, e o valor do benefício, regulado com base no salário mínimo, era menor, de R$ 1.052,34.

A Alerj diz que o salto ocorre porque em fevereiro muitos ainda não haviam dado entrada na documentação exigida. E que respeita o limite de até duas bolsas por funcionário.

Gabinetes

Em fevereiro, o Informe mostrou que, apenas no gabinete dos deputados, o auxílio-educação chegava a R$ 1,795 milhão por mês. Hoje chega a R$ 2,273 milhões, com 2 mil bolsas um salto de 294 benefícios.

Ranking

Os gabinetes com mais beneficiários são os dos deputados Waldeck (PT), com 57 bolsas; João Peixoto (PSDC), com 56; Renato Cozzolino, com 53; Deodalto (DEM), com 49.

Mágoa

Aliados próximos de Anthony Garotinho (PR) esperavam uma declaração de apoio de Marcelo Crivella (PRB). A prisão domiciliar do ex-governador foi decretada dia 13, e o prefeito ainda não se manifestou publicamente sobre o assunto.

Permanência

Filha de Garotinho, Clarissa Garotinho (PRB) é bem avaliada pelo governo como secretária de Trabalho e Renda. Muito por conta da reabertura dos restaurantes populares e das Naves do Conhecimento. E é com esse argumento que Crivella tenta demovê-la da ideia de migrar para a Secretaria de Assistência Social, que deverá ser comandada por Pedro Fernandes (PMDB).

Aliás

Fernandes e o deputado Jorge Felippe Neto (DEM) estão com um pé e um braço no secretariado Crivella. Felippe é neto do presidente da Câmara, Jorge Felippe (PMDB).

Do samba à política

Possíveis adversários na eleição ao governo estadual no ano que vem, Indio da Costa (PSD) e Eduardo Paes (PMDB) já disputam a preferência do coração da Zona Norte: Madureira. O Diário Oficial de ontem mostra que a prefeitura liberou R$ 43 milhões para que Indio, Secretário de Infraestrutura, amplie o Parque Madureira, construído na gestão de Paes. Foi na região que o peemedebista obteve sua melhor votação quando se reelegeu em 2012.

Pode ser?

Sabe a roda-gigante do Rock in Rio? A Coca-Cola, uma das patrocinadoras, pediu à prefeitura que o equipamento fosse instalado na Região Portuária após o término do evento. O pedido foi negado por conta do impacto na área.

Intolerância em pauta

O deputado Átila Nunes (PMDB) suou, mas ontem conseguiu aprovar o Estatuto da Liberdade Religiosa na Comissão de Constituição e Justiça da Alerj.

Comissão Especial apura

Diretores da Rio Luz vão à Câmara semana que vem prestar esclarecimentos sobre a Parceria Público Privada com a IFC, que vai elaborar, ao custo R$ 7 milhões, o projeto de privatização da Rio Luz. Alexandre Isquierdo (DEM) diz que falta clareza ao processo.

Comentários