Especialista diz que cidade está preparada

A chegada de 1,4 milhão de participantes de congressos e feiras promete aquecer a economia

Por FRANCISCO EDSON ALVES

A fama que o Rio de Janeiro tem de ser a 'porta de entrada' para os investidores no Brasil vem se consolidando com o fortalecimento do turismo de negócios. Autoridades e empresários nacionais e internacionais apostam nesse segmento como a saída para alavancar, principalmente, o crescimento econômico. E para os próximos 10 anos, os planos são otimistas: 289 eventos corporativos estão confirmados na cidade. Serão mais de 1,4 milhão de turistas que vão injetar, aproximadamente, R$ 4,5 bilhões na economia carioca.

O Calendário do Rio Convention & Visitors Bureau (Rio CVB) fundação privada, sem fins lucrativos, que dá assistência a organizadores de eventos, associações e corporações interessadas em realizar encontros e congressos no Rio foi obtido com exclusividade pelo DIA e prevê, de 2017 a 2027, eventos como congressos técnicos-científicos, convenções, encontros e palestras internacionais. Cálculos da instituição indicam que, na próxima década, só a arrecadação em Impostos Sobre Serviço (ISS) vai girar em torno de R$ 226,11 milhões (US$ 70,81 milhões).

MEGAEVENTO INTERNACIONAL

Em 2020, a cidade vai sediar o 27º Congresso Mundial de Arquitetura, com a presença de mais de 15 mil arquitetos estrangeiros. "Será o maior evento do Rio após as Olimpíadas. Estamos muito otimistas, mas também esperamos que a cidade consiga reverter algumas situações até lá, principalmente a segurança", declarou o presidente do Instituto de Arquitetos do Brasil do Rio, Pedro da Luz.

Contando com os 104 eventos do Calendário Rio de Janeiro a Janeiro em 2018 que vão aumentar em 20% o número de visitantes na cidade os investimentos, juntos com as atividades fomentadas pelo Rio CVB, ultrapassarão R$ 10 bilhões nos próximos dez anos.

"O turismo é a solução para o Rio. Identificamos, só na área médica, 120 especialidades com potencial para eventos. Ano que vem, congressos de ginecologia e obstetrícia vão reunir 15 mil profissionais aqui", revelou o vice-presidente e diretor de Relações Externas da Riotur, Lucio Macedo, lembrando que o turismo move 52 seguimentos e cada hospedagem gera até três empregos. Segundo pesquisa encomendada pela Empresa Brasileira de Turismo à FGV, o Rio é o destino preferido para turistas de negócios (33,2%), contra São Paulo (16,7%).

Galeria de Fotos

O Riocentro é palco de centenas de eventos durante o ano todo DIVULGAÇÃO

Comentários

Últimas de Rio De Janeiro