Fronteiras abertas

Por O Dia

O governo trata oficialmente com desdém as fronteiras abertas, por onde entram armas, drogas e contrabando. Na mensagem ao Congresso enviada em 20 de março e aprovada pelo Senado só (acredite) no dia 19 de outubro, o relatório do senador e ex-presidente Fernando Collor, da Comissão de Segurança e Defesa Nacional, endossa a tese do Palácio e indica que a utilização das Forças Armadas não é uma obrigatoriedade. "Cremos que merece (sic) destaque as ações de Garantia da Lei e da Ordem, cujos documentos apenas indicam que se darão de forma episódica e pontual em colaboração com os órgãos de Segurança Pública, sobretudo em ilícitos transnacionais perpetrados na faixa de fronteira, mas sem dar maiores detalhes operacionais".

Cadeira 'vaga'

Mesmo contrariando médicos de novo para repouso pós-cirurgia, e com Rodrigo Maia longe, o presidente Michel Temer deve voltar correndo hoje para o trabalho.

Verba sigilosa

A despeito no corte do Orçamento de 2018, o Congresso conseguiu, em frente suprapartidária (com apoio até do PT), destinar milhões em emendas para atividades de segurança pela soberania nacional desenvolvidas pelas Forças Armadas e Abin. Serão R$ 70 milhões apenas para Implantação do Centro de Defesa Cibernética do Exército.

Adidos

A destinação para Atividades Sigilosas do Centro de Inteligência da Marinha ficou em R$ 5 milhões. O Congresso também garantiu R$ 40 milhões para equipamentos e para bancar novos adidos da Agência Brasileira de Inteligência nas Embaixadas na Alemanha, Peru, México e Índia.

Militares & Patriota

A direção do futuro Patriota, atual PEN, estuda fazer convite ao general linha-dura Antônio Hamilton Mourão para candidatura ao Senado. Há poucos dias um banner gigante com a foto do militar foi erguido em frente ao Congresso.

Que deselegância

A direção da Câmara fechou portas do plenário 15, onde deputados da oposição organizariam ato com a presença de eurodeputados de esquerda. Barrados também no Salão Verde.

Só complica

Os investigadores já têm certeza de que os R$ 200 mil roubados de dinheiro transportado em mala por motorista de Henrique Alves, há dois anos, eram propina.

Ajuda básica

Em auxílio ao tucano Imbassahy, fragilizado pelo racha no PSDB, assumiram informalmente a articulação os ministros Eliseu Padilha (Casa Civil) e Moreira Franco (Secretaria-Geral), que contabilizam votos para aprovação da Reforma da Previdência.

Doriaterapia

O prefeito paulistano João Doria Jr é tão meticuloso que tem levado psicólogos da prefeitura para anotar reações, caras e bocas dos convidados em reuniões com o secretariado e parceiros. Dia desses um convidado contou quatro. A prefeitura nega que ele faça isso. Mas não foi a primeira vez que convidados repararam.

Mau exemplo

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia, até hoje não prestou contas da viagem que fez à Argentina, em julho, onde participou do 1º Fórum Parlamentar sobre Relações Internacionais e Diplomacia Parlamentar. As normas dão 15 dias de prazo após eventos.

Coleguismo

De passagem por Brasília, a procuradora-geral da Cour d'Appel de Paris, Catherine Champrenault, mostrou à procuradora-geral, Raquel Dodge, como funciona o atendimento de primeiro mundo às mulheres vítimas de violência doméstica.

Do lado de lá

A França é referência no acolhimento humanizado em delegacias por equipes compostas por médicos, psicólogos, assistentes sociais e associações de apoio.

Comentários