Eleições no Alabama põem Trump à prova

Por O Dia

Os cidadãos do Estado do Alabama (EUA) votaram ontem para escolher seu segundo senador.

A disputa é entre um republicano acusado de ter assediado menores e um democrata, que quer conquistar o estado conservador, em uma votação que põe à prova a popularidade do presidente Trump.

A polêmica a respeito de Roy Moore criou um debate dentro do Partido Republicano e abriu a possibilidade para que a vaga passe para as mãos dos democratas pela primeira vez em anos.

Se Moore ganhar, os republicanos poderão acabar 'manchados' pelo escândalo. Se perder, a maioria no Congresso americano ficaria com 51 dos cem assentos, margem reduzida para assegurar a aprovação das propostas.

"Preciso que o Alabama vote em Roy Moore", repetiu Trump. O candidato teria assediado dois menores na década de 1970. Ele adotou a estratégia trumpista e qualificou de "fake news" as acusações.

Comentários

Últimas de Mundo & Ciência