Conheça o coquetel, ou rabo-de-galo

Por O Dia

Foto coluna Reinaldo Paes Barreto - Vinho sem mistérios
Foto coluna Reinaldo Paes Barreto - Vinho sem mistérios - Divulgação

Todo mundo já ouviu a palavra coquetel. Sabem a origem? Vem do inglês cocktail - que significa rabo-de- galo - imagem criada por conta das muitas cores dos ingredientes. Segundo o dicionário é um drinque que combina duas ou mais bebidas, sendo pelo menos uma alcoólica e no qual são adicionados gelo, frutas ou ervas, creme de leite, açúcar, etc.

Nasceu no final do século XIX, nos EUA, mas teve o seu apogeu durante a Lei Seca, década 20-30, como uma fórmula para, de um lado amenizar o terrível gosto das bebidas fabricadas ilegalmente em garagens e, do outro, disfarçar os eventuais flagrantes dos fiscais --  já que parecia inocentes sucos ou infusões.

O mais famoso é o Dry Martini. Dizem que foi criado especialmente para o milionário do petróleo John Rockefeller por volta de 1890.

Ingredientes: 2 doses des London dry gim, 1 dose de vermute seco francês e fatia fina de casca de limão. Taça: Martini.

Modo de preparar: Misturar os ingredientes em uma coqueteleira com gelo (sem agitar); Mexer com uma colher de cabo longo. Coar e colocar na taça adequada (Martini). Colocar uma azeitona verde não recheada. Para este ou para outros existem duas regras sagradas: a) não adicionar mais do que quatro elementos: um álcool como base, um licor ou xarope para aromatizar e um suco de fruta natural ; b) os equipamentos devem ser mantidos em condições de higiene absoluta: um copo sujo destrói qualquer mistura. Saúde!

Comentários

Últimas de Diversão