Casal é preso por assassinato de motorista de Uber a facadas

Alessandro Rodrigo da Silva Ramos, de 19 anos e Luana Pereira Maziero, de 18, confessaram terem matado Osvaldo Modolo Filho, de 52 anos

Por caio.belandi

São Paulo - A Polícia Civil de São Paulo prendeu Alessandro Rodrigo da Silva Ramos, de 19 anos, e Luana Pereira Maziero, de 18, na noite do último sábado. O casal confessou ter matado a facadas o motorista do Uber Osvaldo Modolo Filho, de 52 anos, na quinta-feira passada. Segundo as investigações, a dupla queria roubar o carro da vítima para desmanche. O motorista reagiu e no confronto, foi morto pelos acusados.

Casal foi preso em uma festa infantil. Com eles%2C a polícia achou as facas que podem ter sido usadas no crimeMontagem/Reprodução TV Globo

Os policiais chegaram a Alessandro graças ao celular do motorista, que registrou a chamada pelo aplicativo com o nome completo do rapaz. Na rede social do acusado ainda havia uma postagem celebrando um roubo há alguns meses: "conseguimos mais um brinquedinho", dizia a publicação.

A prisão foi feita no bairro do Ipiranga, na Zona Norte de São Paulo, durante uma festa infantil. O casal estava com a chave do veículo e as facas de cozinha sujas de sangue que podem ter sido usadas no crime.

Osvaldo Modolo Filho foi morto na quinta-feira passada%2C um dia após completar 52 anos. A vítima deixou esposa e não tinha filhosReprodução/TV Globo

Em entrevista à TV Globo, o delegado do 95ª Distrito Policial, que apura o caso, afirmou que Luana confessou ter dado as facadas em Osvaldo. "Ela estava no banco traseiro e percebeu o confronto entre os dois. Então ela pegou a faca e desferiu alguns golpes na vítima", contou o Carlos César Rodrigues, que chamou a atenção pela frieza da ação. "Chegaram em casa ensaguentados, foram atendidos em um pronto-socorro e foram para uma festa".

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia