Tradicional especial de Roberto Carlos tem participação de grandes nomes da MPB

Caetano Veloso, Gilberto Gil e Marisa Montes são alguns dos convidados da atração, que vai ao ar na sexta-feira, na Globo

Por O Dia

Rio - Há 42 anos, ele tem presença garantida na grade noturna da Globo sempre que o Natal se aproxima. Este ano, não será diferente. Nesta sexta, às 22h18, a emissora exibe o especial ‘Simplesmente Roberto Carlos’, com a participação de grandes nomes da MPB, como Caetano Veloso, Gilberto Gil e Marisa Monte, e um conceito mais intimista. Outra novidade fica por conta do lançamento mundial do clipe ‘Chegaste’, que Roberto gravou com a cantora Jennifer Lopez, em Los Angeles, nos Estados Unidos. Também será exibido os bastidores desse encontro.

Roberto Carlos recebe grandes nomes da MPB em especial de final de anoDivulgação

No especial, Roberto é acompanhado da banda RC9, regida pelo maestro Eduardo Lages. O ‘Rei’ canta os sucessos ‘Emoções’, ‘Amada Amante’, ‘Outra Vez’, ‘Olha’, ‘Cavalgada’, ‘Jesus Cristo’ e ‘Sua Estupidez’. Antes de convidar a cantora mirim Rafa Gomes, finalista do ‘The Voice Kids’, ele diz: “Quando a vi no programa, fiquei encantado. Pensei: quero tê-la no meu especial este ano”. Rafa canta três músicas: ‘História de Uma Gata’, que a destacou no reality show; ‘Ben’, famosa na voz de Michael Jackson; e ‘Todos Estão Surdos’, de Roberto Carlos e Erasmo Carlos. Já o músico Milton Guedes se apresenta ao lado do Rei tocando gaita.

Como o palco este ano é circular, a plateia ainda fica mais perto do ídolo. “É a primeira vez que eu venho ao especial do Roberto Carlos. Estou ansioso para estar na frente do Rei, vendo-o de pertinho. Minha mãe já falava de Roberto Carlos desde que eu era pequeno, e eu então pesquisei na internet, ouvi as músicas e gostei muito! E ele é o Rei, não tem como não gostar. Eu adoro ‘Emoções’”, revela o ator JP Rufino. Mel Maia participa pela segunda vez na plateia e diz que, mesmo assim, fica ansiosa: “Continua sendo emocionante, dá arrepio escutá-lo como se fosse a primeira vez”.

Roberto Carlos com Marisa MonteDivulgação

A ansiedade da pequena também toma conta de gente grande. Como o cantor Zeca Pagodinho, que faz uma homenagem aos 100 anos do samba com um ‘pot-pourri’ de canções marcantes do gênero: ‘Com que Roupa’, ‘O Sol Nascerá’, ‘Se Acaso Você Chegasse’, e ainda o seu sucesso ‘Caviar’. “Já é a terceira vez que participo do especial. A primeira foi há 30 anos. Mesmo assim, fico nervoso. Cantar com o Rei é muito especial”, conta Pagodinho.

O ator Eriberto Leão, acompanhado da mulher, Andréa Leal, lembra que já foi em alguns especiais de Roberto Carlos, mas que sempre se emociona. “Principalmente porque eu cresci escutando. Meu pai escutava muito, então sempre viajei ouvindo Roberto e Erasmo. Os dois, para mim, são pura emoção. É sempre uma bela experiência estar aqui”, diz o ator, que aponta ‘Jesus Cristo’ como sua música favorita.

Assim que reencontra os amigos Caetano Veloso e Gilberto Gil, Roberto Carlos chega a ficar com lágrimas nos olhos. “É um privilégio estar aqui cantando com eles. Quantos outros artistas gostariam de estar no meu lugar...”, exalta. Gil devolve o elogio: “O canto de Roberto atinge muito fortemente o povo brasileiro. Sempre será uma emoção estar perto dele”. O trio canta ‘Coração Vagabundo’ e ‘Marina Morena’.

Ao anunciar Marisa Monte, Roberto enche a bola dela: “Tudo o que ela canta tem um toque especial”. Juntos, interpretam ‘De que Vale Tudo Isso’ e ‘Ainda Bem’, e empolgam a plateia com uma dança no final. “Cresci ouvindo Roberto. Ele era idolatrado na minha casa. É uma referência da vida inteira, uma voz que traz conforto”, confessa a cantora.

Um dos destaques da apresentação é quando Roberto Carlos canta e interage com Robertinho, sua versão da época da Jovem Guarda feita com os recursos de efeitos especiais. Além disso, o Rei ainda canta ‘Quero que Vá Tudo pro Inferno’. “Eu nem me lembro mais quanto tempo faz que cantei essa música pela última vez. Os amigos insistiam para que eu voltasse a cantar”, revela.