Flávi Ricco: SBT recorre ao 'Chaves' e ibope da tarde aumenta

Com todo respeito aos que ainda enxergam no ‘Chaves’ alguma coisa boa de assistir ou àqueles que têm oferecido a ele esses números de agora, essa é uma audiência que não vale rigorosamente nada

Por O Dia

Rio - Para o SBT, em particular, mudar a sua programação e recorrer ao ‘Chaves’ como — maneira de dizer — “nova atração do começo da tarde”, o resultado é muito bom. A audiência, da estreia na segunda-feira até agora, sempre foi superior aos antigos registros do horário, uma vez mais demonstrando que a capacidade desta emissora em resolver seus problemas de grade não consegue ir além desse velho, obsoleto e mísero seriado mexicano.

Algo que só podemos lamentar, porque desde agosto de 1984, quando se deu a estreia aqui no Brasil, este mesmo episódio de pedir socorro a um produto tão ultrapassado já se repetiu centenas de vezes. Já se vão 32 anos, entre idas e voltas.

Com todo respeito aos que ainda enxergam no ‘Chaves’ alguma coisa boa de assistir ou àqueles que têm oferecido a ele esses números de agora, essa é uma audiência que não vale rigorosamente nada. Ao contrário, só expõe o SBT ao vexame de mais uma vez ser obrigado a recorrer a um produto tão inapropriado e inconveniente para os dias atuais. 

‘CALDEIRÃO’ DE GALA

Luciano Huck, de terno e gravata, apresenta neste sábado a quinta edição do ‘Caldeirão de Ouro’, especial do ‘Caldeirão do Huck’ que premia as músicas mais tocadas no último ano.

Presenças especiais de Deborah Secco, Bruna Marquezine e Tatá Werneck. 

FORA DA FILA — 1

O nome do João Emanuel Carneiro ainda não aparece na formada fila da Globo, horário das 9. É quase certo, no entanto, que a sua volta aconteça imediatamente após ‘O Sétimo Guardião’, de Aguinaldo Silva, que em termos de tempo significa fim de 2018 ou começo de 2019. 

FORA DA FILA – 2

Duca Rachid e Thelma Guedes, que passaram o lugar para Walcyr Carrasco, ainda não têm um próximo trabalho estabelecido na Globo.

Há dúvidas, inclusive, se a parceria das duas, que vem de muito tempo, será mantida. Essa decisão ainda não existe, mas a tendência é que não. 

AQUECIMENTO

A próxima ‘Malhação’, escrita por Cao Hamburger, estreia em abril na Globo, mas ainda não tem nada decidido sobre o início de gravação. O diretor Paulo Silvestrini continua às voltas com a escolha do elenco. Os stock shots, em pontos importantes de São Paulo, devem ser feitos ainda este mês. 

UM ANO NO AR

Também para a ‘Malhação’ do estreante Cao Hamburger, a Globo manterá o padrão utilizado em produções anteriores desta faixa. Ou seja, o seu tempo de exibição não será inferior a um ano. 

DIVERSÃO

Para os usuários das redes sociais, o ‘Fala que Eu Te Escuto’, da Record, virou motivo de diversão, não só pelos assuntos que são colocados, mas muito também pelo pastor que se encarrega da sua apresentação. Aliás, como mistério para todos, na edição de quarta-feira, quando se colocou em questão ‘Você que tem desejo de suicídio’, deram sumiço na marca d’água e no aviso do ‘ao vivo’. E a coluna, aborrecida, ainda se queixa da falta de bons humorísticos. 

RIQUEZA DE DETALHES

Na ‘Novo Mundo’ que vem aí, para substituir ‘Sol Nascente’ na faixa das 18h, um aspecto que logo deve chamar atenção do público é o trabalho da cenografia da Globo. A sua ação começa em 1817, com tudo o que tem direito e ao que se refere àquela época. Desde os navios aos móveis e objetos de cena, houve o cuidado de desenvolver minuciosa pesquisa.

Últimas de Diversão