'Tá pirando, pirado, pirou!' e 'Loucura Suburbana' estão com tudo no Carnaval

Blocos desfilam nos dias 8 e 12 e prometem enlouquecer o público com bastante irreverência

Por O Dia

Rio - A saúde mental virou samba e vai colocar seus dois blocos na rua nos próximos dias 8 e 12 de fevereiro. A loucura, a liberdade e o desejo de voar e ser feliz são os temas que vão animar os foliões no Carnaval. Além de tomar as ruas dos bairros da Urca e do Engenho de Dentro, a loucura também vai invadir a Marquês de Sapucaí, dia 21, abrindo o Desfile das Campeãs. Além de terapêutico, o desfile dos blocos também faz parte do calendário oficial de Carnaval de Rua do Rio, como uma experiência inovadora em saúde mental.

Ta Pirando, Pirado, Pirou!

O coletivo carnavalesco Tá Pirando, Pirado, Pirou! está com tudo pronto para levar alegria e ‘piração’ para as ruas da Urca. Formado por usuários, técnicos e familiares vinculados à rede de saúde mental, incluindo o Instituto Municipal Philippe Pinel, o bloco fará seu 10º desfile no domingo que antecede o carnaval, dia 8 de fevereiro. A concentração será na Avenida Pasteur, em frente ao número 250, a partir das 15h.

Com o enredo "Sou louco, sim, também sou bonito. É que nem tudo se leva no grito", sugerido por Demétrius Lucas, integrante do bloco e paciente do Instituto de Psiquiatria da UFRJ, os foliões vão cantar a dor, a superação e a beleza.

As alegorias, fantasias e máscaras para o desfile foram confeccionadas nas oficinas do Núcleo de Atenção Diária do Instituto Philippe Pinel. A camisa do bloco, com ilustração de Samy, paciente do Instituto Municipal Philippe Pinel, estará à venda até o dia do desfile, por R$ 25 no Instituto Pinel.

Loucura Suburbana

O samba “Ourevoar” será o hino dos integrantes do Loucura Suburbana no dia 12, pelas ruas do Engenho de Dentro, a partir das 15h. O bloco é composto por usuários, técnicos e familiares de pacientes do Instituto Municipal Nise da Silveira – de onde parte o desfile (Rua Ramiro Magalhães, 521) – além de moradores do entorno. Em seu 15º ano, uma novidade: o Loucura Suburbana vai se transformar em ala da Escola de Samba Embaixadores da Alegria, que abre o Desfile das Campeãs, no Sambódromo, no dia 21.

As fantasias estão sendo confeccionadas com sucata e outros materiais descartados. Parceiro do bloco, o Centro de Atenção Psicossocial (CAPS) Torquato Neto vai oferecer, no dia 5 de fevereiro, uma oficina para a criação de adereços. As camisetas, vendidas a R$ 20, foram desenhadas pela porta-bandeira do bloco, Elisama Arnaud, e podem ser compradas na própria instituição.

Últimas de Carnaval