Série do 'Fantástico' vai mostrar drama de transgêneros em quatro episódios

'Quem Sou Eu?' estreia neste domingo quer mostrar a vida de pessoas que 'nasceram no corpo errado'

Por O Dia

Rio - A realidade dos transgêneros será retratada em quatro episódios na série ‘Quem Sou Eu?’, que estreia hoje, dentro do ‘Fantástico’, na Globo. “A proposta da série é mostrar quem são os transgêneros. Mais especificamente os transexuais, que são aquelas pessoas que sentem que nasceram no corpo errado. Por exemplo, a pessoa que nasceu no corpo do homem, mas se identifica como uma mulher. Ou que nasceu no corpo de uma mulher, mas se identifica como homem”, explica a jornalista Renata Ceribelli, que comandará a atração, com consultoria da mulher trans Bárbara Aires.

Renata Ceribelli com Bárbara Aires%2C consultora da série ‘Quem Sou Eu%3F’Reprodução

Para a jornalista, a confusão e, principalmente, a falta de informação sobre o assunto geram cada vez mais preconceito e sofrimento para as pessoas trans e seus familiares. Nos episódios, a produção mostrará fases da vida dos trans, começando pela infância.

“E acho que vai ser bem impactante, porque vamos mostrar crianças de muito cedo que já se apresentam com uma identidade de gênero diferente do sexo que nasceram”, conta Renata. “E também vamos mostrar o que é feito a partir disso. Por exemplo, o bloqueio da puberdade, que acontece por volta dos 11 anos de idade”, completa.

Quando a série chegar à fase dos adolescentes trans, a questão muda de figura e passa para o tratamento com hormônios, a automedicação, os riscos de não se ter um acompanhamento médico e também a reação das famílias. “Vamos falar também daqueles que optaram já na vida adulta por uma cirurgia de resignação sexual e tudo que envolve esse assunto”, afirma.

Por fim, o programa ainda mostrará os relacionamentos de pessoas trans, desde o namoro até a formação de famílias com filhos. “É um tema difícil de se tratar porque os trans têm medo de se expor por conta do preconceito. E, por outro lado, as pessoas que têm esse preconceito muitas vezes não querem nem ouvir falar desse assunto, que é muito importante esclarecer”, frisa.

Para ajudar nessa empreitada, a série usará uma linguagem simples, realista e doses lúdicas para representar todos os questionamentos sobre o assunto. “Vamos mostrar o que a ciência consegue explicar sobre essas pessoas e vamos fazer um serviço de como podem procurar ajuda no Brasil. Esses serviços são poucos, mas existem, e são pouco divulgados”, indica.

PARA PERDER O MEDO DE FALAR EM PÚBLICO

TEM dificuldade para falar em público ou conhece alguém que passe por esse problema? O ‘Fantástico’, da Globo, estreia hoje a série ‘Olha Quem Fala’. No reality show, Poliana Abritta apresenta três pessoas que têm pavor de falar em público. O trio de participantes será treinado por Max Gheringer, consultor de carreiras e mestre na arte de falar em público, e Reinaldo Polito, especialista em oratória.

Nos quatro episódios da série, o público poderá acompanhar, e treinar, com os participantes diferentes técnicas para vencer seus medos e limites.

“Fiz minha primeira apresentação pública aos 31 anos. Até aquele dia, pensei que não seria possível falar para mais de duas pessoas. Estava tão nervoso que, na manhã do evento, pensei seriamente em tomar aquele remédio que provoca cólicas em uma quantidade grande e ser hospitalizado e poder escapar do que eu considerava uma tortura. A gente vai superando essas dificuldades com ajuda e muito incentivo”, revela Gheringer. 

Últimas de Televisão