Reajuste do piso regional seguirá para a Alerj até o dia 29

Proposta que será votada pelos deputados está mantida em 10,37% de correção

Por O Dia

Rio - A mensagem do governo do estado com o aumento do piso regional deste ano seguirá para Assembleia Legislativa do Rio até o dia 29 deste mês. A proposta de reajuste será mesmo de 10,37%, conforme aprovado por consenso pelo Conselho Estadual de Trabalho e Renda (Ceterj) no fim do ano passado.

O enviou ficou definido em reunião do secretário estadual da Casa Civil, Leonardo Espíndola, com o titular da pasta de Trabalho e Renda, Arolde de Oliveira. O texto final da mensagem ainda será apreciado pelo governador Luiz Fernando Pezão.

O presidente do conselho, Laudelino da Costa Mendes Neto, que também participou do encontro com os secretários, questionou a demora no envio da proposta para a Alerj. “Já estamos em fevereiro e o governo não mandou a proposta para votação na Alerj. Não vejo motivos para tamanha demora”, afirmou Laudelino Neto. 

As seis centrais sindicais que fazem do conselho chegaram a formalizar reclamação contra o governo devido à demora. O piso regional beneficia mais de dois milhões de trabalhadores da iniciativa privada no estado. Com o reajuste de 10,37%, o piso das doméstica, por exemplo, subirá de R$953,47 para R$1.052,34. O projeto prevê ainda a redução do número de faixas salariais de oito para apenas seis.

Últimas de Economia