Sonnen não polemiza e diz que aceita vitória de Jones sobre Gustafsson

Falastrão, no entanto, marcou vitória para o sueco

Por O Dia

Estados Unidos - Sempre polêmico, Chael Sonnen não ia deixar de dar uma opinião sobre a grande luta envolvendo Jon Jones e Alexander Gustafsson, no último sábado, que terminou com uma duvidosa vitória para o america em decisão unânime para os árbitros.

Chael Sonnen não contestou vitória de compatriota Reprodução Internet

No entanto, o falastrão não atacou Jones, um dos seus principais alvos e rival da sua penúltima luta, que terminou com vitória do campeão do cinturão dos meio-pesados. Chael afirmou que achou o sueco o real vencedor, mas não contestou o resultado oficial do UFC.

"Marquei essa luta o Gustafsson. Achei que ele venceu. Mas não considerei uma decisão estúpida darem a vitória a Jones. Não discordei também. Quando a luta acabou, tive certeza de que teríamos um novo campeão nos meio-pesados. Mas, sei que se eu ver a luta novamente posso mudar de opinião. Jones também foi incrivelmente bem quando mostrou coração de campeão. Sua recuperação ao final do quarto round foi um de seus maiores momentos. Ele passou por um adversidade. Foi uma luta apertada", disse em entrevista ao programa americano "MMA Hour".

A luta entre os dois durou os cinco rounds, com muito equilíbrio. No fim, vitória sinalizada pelos árbitros por unanimidade para Jon Jones. Chael Sonnen concordou com a possibilidade do combate ser considerado o melhor de todos os tempos do MMA.

"Foi uma luta dura. A performance de Gustafsson foi brilhante até que no quarto round vimos aquelas cotoveladas de Jones. Há uma coisa a se mencionar: você não pode praticar esse tipo de cotoveladas no ar. Não há como treinar isso. Se fizer isso com um companheiro de treinos, pode machucar feito. Você só pode acertar esse tipo de golpe numa luta. E Jones aperfeiçoa isso enquanto luta. É incrível. Os olhos dele estavam sangrando, ele estava machucado, e se manteve lutando. Foi algo memorável. Essa foi a melhor luta da história do esporte", afirmou.

Últimas de Esporte