Sonnen diz que Wanderlei Silva impôs exigências para aceitar a luta

Americano volta a provocar o rival brasileiro

Por O Dia

Inglaterra - Confirmado como treinador da terceira temporada do TUF Brasil, Chael Sonnen afirmou, nesta sexta-feira, que Wanderlei Silva impôs uma lista de exigências para aceitar lutar com ele. O Cachorro Louco será o outro técnico da atração. No fim do reality show, a aguardada luta entre os dois vai acontecer.

Chael Sonnen provoca e diz que Wanderlei se cansa em 30 segundosDivulgação

"Quero lutar com Wanderlei e ele colocou um número de restrições na luta: 'Só vou lhe enfrentar se...' E foi uma grande lista... Ele até pediu por uma luta de 30 minutos, que não existe em nenhum lugar do mundo. Achei um pedido estranho para um cara que se cansa em 30 segundos, mas concordei. Aí ele colocou um pedido para ser no Brasil, acho que ele achou que isso me manteria longe, mas está aí mais uma coisa marcada na lista", disse Sonnen em conversa com a imprensa inglesa.

Recentemente, Wanderlei Silva sugeriu que Sonnen tivesse um time de americanos na terceira edição do TUF Brasil. Chael aproveitou para provocar o rival.

"Vamos esclarecer uma coisa: Wanderlei mora em Las Vegas, Nevada. Eu moro em West Lynn, Oregon. Nenhum de nós é do Brasil. Na primeira chance que ele teve de deixar seus compatriotas, ele deixou. Ele tem um negócio na América, ele paga impostos à América, ele matriculou seus filhos no sistema educacional americano e contribuiu um total de zero dólares para o Brasil, para nenhuma caridade brasileira, e nenhuma caridade brasileira vai defendê-lo e negar isso. Ele deixou aquele país, foi roubado com arma na última vez que esteve no país. Isso está gravado. Estão trazendo dois caras de fora", disparou.

Sonnen projetou seu comportamento no programa e descartou provocar o adversário na atração.

"Vou para treinar, não vou lá para criar brigas com Wanderlei. Vou por uma razão, para treinar", encerrou.

Últimas de Esporte