Enquanto a Argentina sofre com baixas, Brasil comemora volta de Neymar

Seleção vai contar com o retorno do craque nesta quinta-feira

Por O Dia

São Paulo - Enquanto a Argentina sofre sem os seus principais nomes, a seleção brasileira festeja justamente a volta de seu grande astro. Em excelente fase no Barcelona, Neymar treinou ontem pela primeira vez com o grupo, em São Paulo, de olho em sua estreia nas Eliminatórias da Copa de 2018, amanhã, no Monumental de Nuñez, em Buenos Aires.

O retorno do craque, que cumpriu suspensão contra Chile e Venezuela, é muito festejado entre seus companheiros. “O Neymar fez falta nesses dois primeiros jogos e estamos felizes por sua volta. Dentro de campo ele dispensa comentários. A equipe deles terá mais atenção com o Neymar, e, com isso, acaba sobrando espaço para outros jogadores. Tentaremos aproveitar da melhor maneira possível”, afirmou o meia Lucas Lima, que entrou no lugar de Oscar na vitória por 3 a 1 sobre a Venezuela.

Neymar vai enfrentar a seleção da ArgentinaMowa Press

Nesta quarta-feira, Dunga comandou um treino fechado para os jornalistas, no CT do Corinthians. Quando a movimentação, enfim, teve acesso liberado, Neymar estava prestes a deixar o gramado. Lucca, filho do meia-atacante Kaká, roubou a cena ao bater bola com o pai, o zagueiro David Luiz e mais um amigo.

Já em Buenos Aires, os hermanos sofrem com seguidas baixas. Além de não contar com Messi, Agüero, Garay e Zabaleta, todos lesionados, o técnico Tata Martino também ficará sem Tevez. Em nota oficial, a Associação do Futebol Argentino (AFA) explicou que o atacante sofre de estresse muscular e de uma torção no joelho esquerdo, que vai deixá-lo fora dos jogos contra Brasil e Colômbia.

O CAMINHO DO OURO OLÍMPICO

Em busca da inédita medalha de ouro, a seleção brasileira masculina de futebol, cabeça de chave do Grupo A da Olimpíada de 2016, disputará dois jogos da primeira fase do torneio em Brasília e um em Salvador. A tabela oficial da competição foi divulgada ontem pela Fifa e pelo Comitê Olímpico Internacional (COI).

Já a seleção brasileira feminina — que está no Grupo E — atuará na primeira fase duas vezes no Rio (Engenhão) e uma em Manaus.

Últimas de Esporte