'Nunca estivemos em contato com o Corinthians', diz empresário de Drogba

Diretor de futebol do clube Flávio Adauto, admitiu as conversas e falou que o acerto com o marfinense tratava-se de uma "ação de marketing"

Por O Dia

São Paulo - A comentada negociação do Corinthians com o marfinense Didier Drogba nunca aconteceu, pelo menos de acordo com o empresário do jogador. Neste sábado, em entrevista ao jornal francês L'Equipe, o agente Tcherno Seydi negou qualquer tipo de contato com o clube brasileiro para a contratação do centroavante de 38 anos.

O posicionamento do empresário de Drogba é mais uma polêmica em uma negociação que ganhou as manchetes da imprensa brasileira nos últimos diasReuters

"Nós nunca estivemos em contato com o Corinthians. Precisamos parar com estes rumores", declarou Seydi, que também fez questão de descartar qualquer possibilidade de retorno de Drogba ao Olympique de Marselha, como vem sendo cogitado na imprensa francesa.

O posicionamento do empresário é mais uma polêmica em uma negociação que ganhou as manchetes da imprensa brasileira nos últimos dias. Segundo informou o Estado de S. Paulo na última sexta-feira, Drogba chegou a um acordo com o Corinthians para ganhar cerca de R$ 350 mil mensais fixos, mais bônus por produtividade, o que poderia fazer com que seus honorários ficassem em torno dos R$ 500 mil.

A própria diretoria corintiana, que no início descartava a chance de acerto, se mostrou mais aberta à possibilidade na sexta-feira. Depois de afirmar que o clube "não terá Drogba", o diretor de futebol do Corinthians, Flávio Adauto, voltou atrás na apresentação do volante Gabriel, admitiu as conversas e falou que o acerto com o marfinense tratava-se de uma "ação de marketing".

O fato é que a negociação com Drogba dividiu a diretoria e a comissão técnica do Corinthians. Parte dos cartolas defende o acerto e buscou investidores para viabilizá-lo. A possibilidade animou a torcida, que inclusive foi às redes sociais do atacante para incentivá-lo a vir para o Brasil.

Últimas de Esporte