Henrique deixa má fase para trás e vive momento de redenção no Botafogo

Atacante enaltece força do elenco e chance no Carioca

Por O Dia

Rio - Seguindo os passos de Rafael Marques, Henrique vive sua própria redenção em 2014. O atacante se isolou na artilharia do Alvinegro no Carioca com os dois gols marcados sobre o Fluminense, após uma temporada inteira sem balançar a rede dos adversários.

Estrela de Henrique brilha no MaracanãAndré Mourão / Agência O Dia

Os holofotes que voltam a iluminá-lo dois anos após ter sido o artilheiro e melhor jogador do Mundial Sub-20, entretanto, não enchem os olhos de Henrique. Com humildade, o jogador de 22 anos prefere enaltecer a força do grupo do Botafogo, que manteve vivo o sonho do bicampeonato.

“Não tem time B aqui. Quem estiver em campo vai representar muito bem o Botafogo. Pude fazer dois gols num clássico importante como esse, mas o que mais importou para nós foi a vitória. Falavam que estávamos mortos no Carioca, mas mostramos que não é nada disso. Estamos vivos”, disse Henrique, autor de quatro gols na competição.

A vitória maiúscula sobre o líder foi digerida com orgulho, mas sem muita festa pelos alvinegros. Com o foco totalmente voltado para a Libertadores, o treinador Eduardo Hungaro ressaltou a importância do jogo de quarta-feira contra a Unión Española, no Chile.

“Vencer é muito importante, e da forma que conseguimos fortalece a equipe. Temos que ter os pés no chão porque na quarta-feira temos outra pedreira em outra competição. Não dá para ficar comemorando muito, não. Esse foi o nosso papo depois do jogo”, afirmou o comandante.