Técnico de Portugal exalta Cristiano Ronaldo e reclama de jogo às 13h

Paulo Bento falou como é treinar o melhor jogador do mundo mesmo sem ser considerada uma das seleções favoritas

Por O Dia

Bahia - Ter o melhor jogador do mundo à disposição, mas não contar com a melhor seleção do mundo. É dentro desse dilema que Paulo Bento foca seu trabalho para a estreia de Portugal na Copa, diante da Alemanha, nesta segunda-feira, na Fonte Nova, em Salvador. Em entrevista coletiva no estádio da partida neste domingo, ele tentou explicar como lida com essa dura realidade.

Cristiano Ronaldo e Paulo Bento participaram da coletiva de imprensa neste domingo%2C na Arena Fonte NovaCarlos Moraes / Agência O Dia

"A importância é grande, ele é extremamente influente em nossa forma de jogar, atingiu hoje uma projeção mundial. O fato de ter o melhor do mundo entre nós e por isso temos de ser campeões do mundo... Já tivemos em outros momentos melhores do mundo e não vínhamos sequer aos campeonatos do mundo. Temos de desfrutar o momento enquanto equipe, fazer o melhor possível. Tentar chegar primeiro às oitavas de final, e a partir daí competir da melhor maneira. Não temos obrigação de sermos campeões do mundo por ter o melhor do mundo", analisou.

LEIA MAIS: Notícias e bastidores da Copa do Mundo

Tanto Cristiano Ronaldo quanto Paulo Bento, que conversaram com a imprensa neste domingo, insistiram no pensamento de que a seleção portuguesa precisa curtir o momento, se livrar de qualquer tipo de pressão, ainda mais num grupo complicado, com Alemanha, Estados Unidos e Gana.

"Esperamos tentar fazer um bom Mundial e competir da melhor maneira possível. Ter o melhor jogador do mundo à nossa disposição tem de ser de grande satisfação para nós", reiterou o técnico.

Condição física de Cristiano Ronaldo, dúvidas na escalação... O time, pelo que se percebeu, não preocupa Paulo Bento para a estreia na Copa. Mas um assunto o irrita: o horário da partida contra a Alemanha, às 13h em Salvador. Na fase de grupos, Portugal ainda encara outro jogo no mesmo período, contra Gana, em Brasília, no próximo dia 26. Ele falou sobre o assunto ao ser questionado se o fato de ter sido uma das últimas seleções a desembarcar no Brasil pode prejudicar na adaptação ao país.

Cristiano Ronaldo rechaça pressão na Copa: 'Não carrego o time nas costas'

"Traçamos um plano para nossa preparação, com três etapas. A primeira no nosso país, depois uma passagem pelos Estados Unidos para chegar ao Brasil na data obrigatória. Não creio que nos traga qualquer tipo de prejuízo. Prejuízo para todos é fazer jogos às 13h, isso sim é um prejuízo, e deveria ter sido aprendido após o Mundial dos Estados Unidos, em 1994, com os jogos às 14h em altas temperaturas. É prejudicial para todos os jogadores", dise Paulo Bento, que também havia reclamado dos horários após o sorteio dos grupos da Copa, em dezembro.

Portugal fez reconhecimento de gramado da Fonte Nova na tarde deste domingo, com apenas 15 minutos de acesso aos jornalistas. Depois, ele confirmou que testou possibilidades de formação, mas não confirmou o time para a estreia no Mundial.

"Estou vendo várias hipóteses, hoje treinamos outras situações durante a adaptação ao relvado para ver outras possibilidades que o jogo pode nos trazer", finalizou o treinador.

Últimas de _legado_Copa do Mundo